21:39 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Combinação de imagens mostrando Michael Cohen, advogado do presidente norte-americano, e Donald Trump, 11 de abril de 2018

    Mídia divulga conversa entre Trump e ex-advogado sobre pagamento à modelo da Playboy

    © AFP 2018 / NICHOLAS KAMM, MARK WILSON/GETTY IMAGES NORTH AMERICA
    Américas
    URL curta
    0 30

    O canal de notícias CNN divulgou na quarta-feira (25) uma suposta gravação de uma conversa do então candidato à presidência norte-americana Donald Trump com seu ex-advogado Michael Cohen em que os dois parecem discutir a compra dos direitos de uma reportagem da modelo da Playboy que manteve um alegado caso com Trump.

    A discussão teria ocorrido dois meses antes da eleição presidencial de 2016 e envolvia pagamentos pela história da modelo Karen McDougal, que disse ter tido um caso extraconjugal com Trump há cerca de 10 anos. McDougal vendeu sua história por US$ 150.000 (R$ 562 mil) para o National Enquirer, que se absteve de publicá-la. McDougal acusou Cohen de fazer um acordo secreto com o chefe da publicação, que por acaso era amigo de Trump.

    Segundo a gravação, Cohen propõe a criação de uma empresa para financiar a compra de direitos da American Media, que publica o National Enquirer.

    Quando a questão surgiu na conversa novamente, Trump perguntou a Cohen: "Que financiamento?" E Cohen respondeu: "Teremos que pagar".

    Então, Trump supostamente se oferece para "pagar com dinheiro", mas a gravação é confusa e não deixa claro se ele sugeriu pagar com dinheiro ou não pagar. Cohen respondeu: "não, não".

    O atual advogado de Trump, Rudy Giuliani, disse repetidas vezes que Trump nunca fez nenhum pagamento relacionado ao assunto.

    A gravação foi fornecida ao canal pelo advogado de Cohen, Lanny Davis, que, em comentário à CNN, acusou a equipe de advogados de Trump de "desacreditar infundadamente" seu cliente e disse que estes "temem" que Cohen "algum dia fale a verdade" sobre o presidente.

    Em 9 de abril, o Departamento Federal de Investigação (FBI na sigla em inglês) revistou o escritório, a casa e quarto de hotel de Cohen, apreendendo vários documentos relacionados a diversas questões, incluindo pagamentos supostamente feitos durante a campanha presidencial de Trump à estrela pornô Stormy Daniels, que alegou ter tido um caso com Trump. A gravação em questão também pode ter sido apreendida durante esta ação do FBI.

    Mais:

    Trump ataca advogado após ter sido gravado oferecendo dinheiro para ex-modelo da Playboy
    Assessor do Kremlin diz que Putin e Trump discutiram realização de um referendo em Donbass
    Maioria dos norte-americanos apoiam nova reunião entre Trump e Putin, diz pesquisa
    Tags:
    pagamento, áudio, gravação, Playboy, National Enquirer, Stormy Daniels, Michael Cohen, Karen McDougal, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik