08:37 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Líderes o G20 em reunião de cúpula do G20

    Tensão geopolítica e comercial preocupa G20

    © REUTERS / Axel Schmidt
    Américas
    URL curta
    102

    Comunicado do encontro do G20 reafirma necessidade de diálogo e preocupação com conflitos comerciais e tensões entre os países. O encontro de ministros de Finanças e dirigentes dos Bancos Centrais do G20 ocorreu entre os dias 21 e 22 de julho em Buenos Aires, na Argentina.

    O comunicado final divulgado pelos participantes apontou a preocupação do países membros em contornar atritos comerciais, em referência clara à postura protecionista dos Estados Unidos em relação ao mundo.

    Citando riscos de médio e longo prazo, o comunicado do grupo cita vulnerabilidades financeiras além de "aumento de tensões comerciais e geopolíticas, desequilíbrios globais, desigualdade e crescimento estruturalmente lento, particularmente em algumas economias avançadas", reassalta o documento.

    "Reconhecemos a necessidade de aumentar o diálogo e as ações para mitigar os riscos e aumentar a confiança. Nós estamos trabalhando para fortalecer a contribuição do comércio em nossas economias", afirma o comunicado.

    As preocupações apontadas surgem no mesmo ano em que o governo de Donald Trump apontou uma série de medidas que dispararam o alerta comercial no mundo. Entre elas está a implementação de taxas sobre a União Europeia e principalmente a China.

    Os norte-americanos também têm subido o tom em relação a outras parcerias estratégicas, como com a OTAN e a ONU, exortando seus principais aliados a pagarem pela proteção dos Estados Unidos.

    Como era de se esperar, essas postura mais "agressiva" e protecionista tem gerado preocupações, como as apresentadas pelo G20.

    Apesar da tensão, os membros deixam claro que é o diálogo entre os lados que poderá solucionar esse tipo de problema.

    O encontro do G20 com os líderes dos países está marcado para acontecer entre 30 de novembro e 1 de dezembro dainda neste ano.

    Mais:

    6 países do G20 querem novas sanções contra a Venezuela
    Argentina não paga preço 'simbólico' por caças franceses que devem fazer segurança do G20
    Sem recursos, Argentina estuda alugar caças brasileiros para fazer segurança do G20
    Kremlin desmente 'reunião secreta' entre Putin e Trump no G20
    Trump: até do almoço dos líderes do G20 a mídia faz uma coisa sinistra
    Tags:
    tensão geopolítica, guerra comercial, G20, Donald Trump, China, Buenos Aires, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik