13:04 19 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, refletido em um monitor durante uma coletiva de imprensa em Ottawa.

    Após críticas, premiê Justin Trudeau decide nomear ministro para segurança de fronteiras

    © REUTERS / Chris Wattie
    Américas
    URL curta
    0 10

    O novo ministro vai lidar com todos os migrantes ilegais que fugiram para o Canadá devido às rigorosas políticas de imigração da Trump.

    O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau decidiu nomear um ministro de Segurança de Fronteiras, encarregado de lidar com infindáveis ​​violações de fronteira por pessoas que fugiram dos EUA após a repressão do presidente Donald Trump contra imigrantes ilegais.

    A nomeação, que faz parte de uma grande reforma ministerial, coloca o deputado liberal Bill Blair na posição de Ministro da Segurança de Fronteiras e Redução do Crime Organizado e "responsável pela migração irregular".

    Cerca de 42 pessoas cruzam ilegalmente a fronteira EUA-Canadá todos os dias, de acordo com estimativas de maio e junho, uma queda significativa de cerca de 85 pessoas por dia em abril. No total, mais de 30 mil pessoas entraram ilegalmente no Canadá para registrar pedidos de refúgio desde janeiro de 2017.

    O governo liberal de Trudeau ficou sob fogo pesado de seus oponentes por não tomar medidas agressivas para lidar com a situação. Nesta semana, os dois partidos da oposição, os conservadores e os novos democratas, exigiram um relatório de emergência sobre a resposta do governo.

    Ao mesmo tempo, há um novo governo na província mais populosa do Canadá, Ontário (onde estão localizadas Toronto e Ottawa), liderada pelo Doug Ford, do Partido Conservador Progressivo. Ford, junto com seu ministro de imigração provincial, está ganhando apoio popular culpando verbalmente os liberais por fazerem uma "bagunça" com a imigração e exigindo que o partido cubra os custos de receber tantas pessoas.

    Atualmente, o fluxo de migrantes através da fronteira é de certa forma regulado por um acordo entre o Canadá e os EUA, que diz que os migrantes devem permanecer no país de onde originalmente vieram. No entanto, o acordo só se aplica aos portos oficiais de entrada.

    Tags:
    Partido Conservador Progressivo do Canadá, Ministério da Segurança de Fronteiras e Redução do Crime Organizado do Canadá, Doug Ford, Bill Blair, Justin Trudeau, Donald Trump, Ontário, Toronto, Estados Unidos, Ottawa, Canadá
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik