22:28 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Manifestantes tremulam um bandeirão da Venezuela em manifestação contra o presidente dos EUA, Donald Trump, em Caracas, Venezuela (agosto de 2017)

    Venezuela ameaça organizar 'outro Vietnã' para EUA

    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Américas
    URL curta
    24326

    O presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Diosdado Cabello, ameaçou os EUA de organizar "outro Vietnã" caso o governo norte-americano decida invadir o país, informa a edição El Tiempo.

    "Eles nem mesmo sabem como sairão depois […] vão engolir poeira se tentarem pisar em nossa pátria […] seremos para eles outro Vietnã, seu pesadelo", frisou.

    Anteriormente, a mídia comunicou que em agosto do ano passado, o presidente norte-americano, Donald Trump, na reunião em que se discutiam as sanções contra a Venezuela, perguntou a seus assessores sobre uma possível intervenção militar no território da República bolivariana.

    Com tal declaração, ele interviu na reunião da Assembleia Constituinte onde foram discutidas as ações dos "traidores da pátria", nota a edição.

    Antes disso, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, apelou ao exército a prontidão para repelir o ataque da agressão norte-americana e declarou sobre a necessidade de não diminuir o estado de combate nem por um segundo. Maduro também salientou que Trump começou a falar sobre a possibilidade de uma operação militar no território da república após a visita dos representantes da oposição venezuelana em Washington.

    No Ministério das Relações Exteriores da Rússia, classificaram o cenário da intervenção militar na Venezuela de inaceitável, já que isso pode somente agravar a situação no país.

    Mais:

    Rússia não acredita que uso da força pode resolver a crise na Venezuela
    Maduro apela aos militares para estarem prontos a repelir possível agressão dos EUA
    'EUA buscam motivar golpe de Estado na Venezuela', diz especialista
    Tags:
    intervenção militar, conflito, Donald Trump, Nicolás Maduro, Vietnã, Venezuela, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik