06:05 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Sarah Huckabee Sanders, secretária de Imprensa da Casa Branca, durante coletiva de imprensa em Washington

    Assessora da Casa Branca é expulsa de restaurante

    © AP Photo / Andrew Harnik
    Américas
    URL curta
    486

    A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, foi convidada a deixar um restaurante em Lexinton, na Virginia, nesta sexta-feira (22), como forma de protesto da proprietária contra o presidente Donald Trump.

    O acontecimento foi confirmado pela própria secretária de imprensa no Twitter. Sanders disse que foi pedido que ela deixasse o local "porque eu trabalho para o presidente e eu saí educadamente". Ela também disse que o episódio dizia mais sobre a proprietária do que sobre si mesma.

    A co-proprietária do restaurante, Stephanie Wilkinson, disse ao The Washington Post que sua equipe havia ligado para informar que Sanders estava no restaurante. Ela citou várias razões para sua decisão, incluindo as preocupações de vários funcionários do restaurante que eram gays e sabiam que Sanders havia defendido o desejo de Trump de proibir as pessoas transexuais nas forças armadas.

    "Diga-me o que você quer que eu faça. Posso pedir a ela para sair", disse Wilkinson à sua equipe, contou. "Eles disseram sim."

    Wilkinson disse que conversou com Sanders em particular e que a resposta da porta-voz da Casa Branca foi imediata: "Tudo bem. Eu vou".

    Lexington fica a três horas de carro da capital do país e é politicamente uma mancha azul num mar vermelho. A cidade ficou do lado da candidata democrata Hillary Clinton na eleição presidencial de 2016, por uma margem de 2 a 1.

    Tags:
    Sarah Huckabee Sanders, Donald Trump, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik