03:03 23 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Tabaré Vázquez, presidente do Uruguai, discursa em São Paulo para empresários

    Tabaré Vázquez: Uruguai não quer assinar um 'acordinho' entre Mercosul e UE

    © AP Photo / Andre Penner
    Américas
    URL curta
    250

    O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, disse durante a cúpula do Mercosul em Assunção que seu país não está disposto a assinar um "acuerdito" entre o Mercosul e a União Europeia, nem deseja realizar "negociações eternas".

    "Reiteramos o que foi dito em nossa reunião anterior… nós não estamos dispostos a perder tempo com intermináveis ​​negociações", disse Vazquez durante a cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, realizada nesta segunda-feira, 18 de junho, na capital Paraguaia.

    O presidente também disse que seu país não assinará um "acordito", cedendo a todos os requisitos da UE.

    Ao contrário de Vazquez, o presidente brasileiro, Michel Temer, e a vice-presidenta da Argentina, Gabriela Michetti, defenderam a continuação das negociações e valorizaram os progressos alcançados até o momento.

    Além disso, o presidente do Uruguai, que assumiu em 18 de junho a presidência pro tempore do bloco regional, insistiu na "necessidade de inserir [o Mercosul] no mundo" e apontou para a importância do diálogo comercial com a China.

    "A China é o principal parceiro do Mercosul (…) Por quanto tempo e a que custo pretendemos defender a disfunção comercial existente com a China?", questionou Vázquez.

    Em 2016, o presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, discutiu em Pequim com o seu homólogo chinês, Xi Jinping, um possível acordo de livre comércio entre os países, o que provocou divergências no âmbito do Mercosul. China congelou esse plano, na tentativa de conquistar um recepção brasileira positiva.

    Mais:

    Calote brasileiro no Mercosul deve acabar, diz deputado
    Ministro acredita em acordo entre Mercosul e UE antes da eleições
    Suíça quer dar um ‘chocolate’ em europeus e fechar antes acordo com o Mercosul
    Brasileiro vai votar até para o Parlamento do Mercosul
    França e Irlanda resistem a acordo entre UE e Mercosul, diz especialista
    Agora vai? Mercosul vê acordo próximo com a UE e anúncio pode sair na próxima semana
    Tags:
    comércio, relações comerciais, Mercosul, Tabaré Vázquez, UE, União Europeia, China, Uruguai
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik