02:02 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, em discurso em Nova York. 9 de novembro de 2016

    Trump seria capaz de destruir as relações existentes entre EUA e União Europeia?

    © AP Photo / John Locher
    Américas
    URL curta
    107

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não é capaz de destruir sozinho as estreitas relações existentes entre seu país e a União Europeia, assegurou o vice-presidente da Comissão Europeia (CE), Frans Timmermans.

    "O fundamento de nossas relações com os EUA sobre a base de nossos valores é muito forte e não pode ser rompido por uma administração, nem por um presidente", afirmou em seu discurso perante o Parlamento Europeu em Estrasburgo.

    Timmermans apelou aos Estados europeus a se unirem com base nas leis internacionais e nos valores comuns para "ajudar a América a regressar ao caminho de sempre".

    Durante a cúpula do G7, celebrada nos dias 8 e 9 de junho na província canadense de Quebec, os países membros (Alemanha, Canadá, EUA, França, Itália, Japão e Reino Unido), pela primeira vez não foram capazes de obter acordos sobre as questões econômicas e políticas mais importantes.

    Trump não aprovou o comunicado final emitido no fim da cúpula e mostrou seu descontentamento a respeito das declarações do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, sobre as tarifas norte-americanas.

    Já os representantes da União Europeia, declararam que apoiariam o comunicado aprovado e continuariam empreendendo esforços para uma cooperação positiva com os EUA sobre questões de mútuo interesse.

    Mais:

    Rússia de volta ao G7? Sugestão de Trump pode 'dividir a Europa', diz ministro alemão
    Assessor de Trump diz que 'há lugar especial no inferno' para primeiro-ministro do Canadá
    Vaso secreto: Kim leva banheiro portátil para cúpula com Trump em Singapura
    Trump: saberemos em breve se um acordo real é possível
    Tags:
    cooperação, relações internacionais, destruição, G7, Parlamento Europeu, Justin Trudeau, Donald Trump, União Europeia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik