07:32 15 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Rodman entrega o livro A Arte do Negócio para o ministro do esporte Kim Il Guk

    'Eu já sabia': ex-astro da NBA chora na TV após encontro entre Kim e Trump (VÍDEO)

    © Foto : Kim Kwang Hyon/ AP
    Américas
    URL curta
    Cúpula histórica Trump-Kim (33)
    0 72

    A internet reagiu com toda a sua inteligência e inventividade quando o ex-astro da NBA e diplomata de estilo próprio, Dennis Rodman, surgiu em uma bizarra aparição na TV após a reunião histórica de Donald Trump e Kim Jong-un.

    Rodman protestou, chorou e gesticulou descontroladamente ao saudar o líder norte-coreano Kim Jong-un e o presidente dos EUA, Donald Trump, por concordar com a cúpula de Singapura.

    Usando óculos escuros e um boné vermelho que fez Trump famoso, o ex-astro do Chicago Bulls, que já visitou a Coreia do Norte no passado, falou sobre seu relacionamento com Kim e comentou como foi rejeitado em seu papel de intermediário não oficial entre os dois países no passado.

    "Eu conversei com Kim Jong-un e seu governo há cinco anos", disse Rodman ao apresentador da CNN, Chris Cuomo.

    "Nós nos sentamos para almoçar e ele disse: 'Se você voltar para o presidente dos EUA, eu estaria disposto a falar com ele. Se eles puderem retirar os navios da Coreia do Sul, então eu poderia fazer o que tenho que fazer para ouvir. Eu tentei fazer isso com Obama, e Obama não me deu a hora do dia", acrescentou.

    Cuomo parecia mal-humorado e, às vezes, assustado enquanto Rodman chorava. O ex-jogador disse que recebeu ameaças de morte depois de voltar da Coreia do Norte, em 2014.

    "Quando cheguei em casa, recebi tantas ameaças de morte. Eu estava sentado protegendo tudo", relembrou. "Mas eu mantive minha cabeça erguida, irmão. Eu sabia que as coisas iam mudar. Eu era o único".

    À medida que a entrevista se transformava em farsa, e Rodman falou da marca de criptomoeda que financiava sua viagem a Singapura, a internet deu partida na máquina de diversões.

    O apoio de Rodman a Trump representa uma surpresa, ainda mais vindo do homem descrito por Trump como "bêbado ou drogado" a respeito de que o magnata prometeu que viajaria com Rodman para a Coreia do Norte em 2014. Rodman já havia aparecido ao lado de Trump no reality show de TV 'The Celebrity Apprentice', o que não foi esquecido pela internet.

    Perguntado se a Casa Branca tinha estado em contato, Rodman disse que o secretário de Trump o chamou para dizer: "Donald Trump está tão orgulhoso de você, ele agradece." Ele aparentemente estava se referindo à secretária de imprensa Sarah Huckabee Sanders. Mais tarde, o agente de Rodman confirmou que seu cliente achava que ele havia falado com o chefe de mídia da Casa Branca.

    Tema:
    Cúpula histórica Trump-Kim (33)

    Mais:

    Kim Jong-un se recusa a assinar documento final com caneta de Trump (FOTOS, VÍDEO)
    Donald Trump e Kim Jong-un assinam documento conjunto
    Encontro a sós entre Trump e Kim se encerra e líderes seguem para reunião com assessores
    Tags:
    acordo de paz, basquete, amizade, diplomacia, Chicago Bulls, CNN, Sarah Huckabee Sanders, Donald Trump, Kim Jong-un, Dennis Rodman, Singapura, Coreia do Norte, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik