07:31 15 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Polícia norte-americana em cena de crime, em Orlando, Flórida, em 12 de junho de 2016 (imagem referencial)

    Homem atira em policial e mantém 4 crianças como reféns nos EUA

    © AFP 2018 / Mandel Ngan
    Américas
    URL curta
    0 10

    Policiais de Orlando, nos Estados Unidos, foram recebidos à bala após reponderem um chamado sobre uma briga doméstica. O atirador acertou um policial e se mantém com 4 crianças pequenas dentro de seu apartamento.

    O chefe de polícia de Orlando, John Mina, disse nesta segunda-feira (11) que o oficial deve viver, apesar de "ferimentos muito significativos", conforme relata a agência AP.

    Os policiais foram chamados para os Westbrook Apartments perto do resort do parque temático Universal Orlando Resort ainda na noite do domingo (10) por uma mulher que disse que seu namorado a havia espancado. Quando os policiais chegaram ao apartamento, foram recebidos com tiros, um deles atingindo o policial, disse Mina. O chefe de polícia disse que não sabe se o homem foi baleado.

    O oficial foi levado para o Orlando Regional Medical Center, onde passou por uma cirurgia.

    ​Mina disse que o suspeito estava trancado com quatro crianças, com idades de 1, 7, 10 e 12 anos. Acreditava-se que as crianças são tanto do atirador quanto de sua namorada.

    "Nossa principal preocupação é a segurança das crianças naquele apartamento", disse Mina.

    Aviões da Força Aérea F-22 Raptors e F-15 Eagles na base aérea de Kadena, Okinawa, Japão (foto de arquivo)
    © AP Photo / Greg Baker
    A polícia não divulgou o nome do suspeito ou do oficial.

    Os oficiais evacuaram outros residentes do local no meio da noite. Alguns estavam andando nos estacionamentos próximos dos restaurantes nesta segunda-feira (11) de manhã, ainda vestindo pijamas. Mais tarde, foram levados para um hotel próximo.

    Mais:

    Trump envia diplomata júnior para abrir 'embaixada dos EUA' em Taiwan
    Moscou: EUA e seus aliados preparam provocação química em Deir ez-Zor
    Jato dos EUA cai no Japão
    Trump: EUA não devem assinar documento final do G7
    Especialista revela o objetivo-chave dos EUA no Oriente Médio
    EUA enviam 250 caminhões com armas para Forças Democráticas da Síria
    Tags:
    tiroteio, sequestro, Orlando Police, John Mina, Orlando, Flórida
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik