16:53 23 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Polícia reprime protesto na Nicarágua, abril de 2018.

    Protestos na Nicarágua deixam 11 mortos e 80 feridos em 24h

    © AP Photo / Alfredo Zuniga
    Américas
    URL curta
    0 01

    Pelo menos 11 pessoas foram mortas e 80 ficaram feridas nas últimas 24 horas por conta da repressão aos protestos contra o presidente Daniel Ortega, na Nicarágua. A informação foi divulgada pelo Centro de Direitos Humanos da Nicarágua nesta quinta-feira (31).

    "Como resultado destas ações criminosas, até o momento deste comunicado foram no total 80 feridos e 11 mortos", diz a organização em nota.  

    Desde o dia 18 de abril Nicarágua vive intensos protestos. A Igreja Católica, através de seus bispos no país, pediu o fim de grupos paramilitares e uma missão da  Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

    Os distúrbios mais violentos desde o fim da guerra civil no país em 1990, foram provocados pela reforma da previdência, revogada pelo governo após os protestos. A medida, no entanto, não foi suficiente para acalmar as manifestações.

    Universitários, agricultores e empresários se uniram aos protestos contra Ortega, que, em 2016, conquistou seu terceiro mandato consecutivo.

    Mais:

    Presidente da Nicarágua: 'a violência irracional e diabólica explodiu em nosso país'
    Governo da Nicarágua pede que OEA investigue mortes no país
    EUA retiram diplomatas da Nicarágua devido a violência
    Após protestos, mortes e condenação dos EUA, Nicarágua cancela reforma de sua previdência
    Tags:
    reforma da previdência, mortos, protestos, Daniel Ortega, Nicarágua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik