16:40 10 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    210
    Nos siga no

    Washington decidiu adiar uma nova rodada de sanções contra Pyongyang que já estava pronta para impor, tendo em vista que a cúpula entre Donald Trump e Kim Jong-un esta de volta à agenda.

    Na última quinta-feira, a Casa Branca divulgou um comunicado de Trump informando ao líder norte-coreano que estava cancelando a reunião bilateral em Cingapura marcada para 12 de junho. No entanto, no domingo, o presidente dos EUA disse que ainda queria se encontrar com Kim de acordo com o planejado anteriormente.

    De acordo com o The Wall Street Journal, os EUA estavam prontos para impor um regime de sanções mais rigoroso nesta terça-feira, mas decidiu adiar as restrições após a decisão de Trump de reativar as negociações para a reunião com Kim Jong-un.

    As tensões na península coreana diminuíram significativamente no começo do ano, mas a situação entrou em uma nova fase de incerteza quando os Estados Unidos e a Coreia do Sul retomaram os exercícios militares conjuntos, o que Pyongyang classificou como uma provocação e uma ameaça.

    As Nações Unidas e vários estados liderados pelos Estados Unidos impuseram várias rodadas de sanções contra a Coreia do Norte após Pyongyang declarar-se uma potência nuclear em 2005 e se retirar das negociações sobre a desnuclearização quatro anos depois.

    Mais:

    'Coreia do Norte jamais vai abrir mão das armas nucleares', diz senador dos EUA
    EUA visitam Coreia do Norte para preparar encontro entre Trump e Kim
    EUA podem adotar novas sanções contra Coreia do Norte
    Tags:
    sanções, cúpula, Kim Jong-un, Donald Trump, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar