13:11 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA em um aeroporto da Virgínia

    Mulheres são detidas nos EUA por conversar em espanhol

    © AFP 2018 / PAUL J. RICHARDS
    Américas
    URL curta
    13224

    Duas cidadãs americanas de origem mexicana foram detidas e interrogadas por um guarda de fronteira dos Estados Unidos simplesmente porque estavam conversando em espanhol em uma loja de conveniências do estado de Montana.

    O incidente ocorreu na última semana em um posto de gasolina da cidade de Havre, condado de Hill. Ana Suda e Mimi Hernandez estavam na fila da loja, onde foram comprar ovos, leite quando foram surpreendidas pelo agente, identificado apenas como O'Neal. Ele pediu para ver a identidade das mulheres e, em vídeo, admitiu que o fato de elas estarem falando espanhol motivou a ação. 

    "Nós estávamos apenas conversando e depois eu iria pagar", disse Suda ao Washington Post. "Eu olhei para cima [e vi o agente] e, depois disso, ele só pediu minha identidade. Eu olhei para ele como: 'Você está falando sério?'. Ele, tipo: 'sim, muito sério'".

    "Senhora, a razão pela qual pedi sua identidade é porque vim aqui e vi que vocês estão falando espanhol, o que é muito inusitado aqui em cima", disse o agente para as mulheres, negando ter sido atraído pelo perfil racial delas. "Tem a ver com vocês falando espanhol na loja, em um estado que é predominantemente de língua inglesa", explicou.

    De acordo com Suda, ela e sua amiga foram interrogadas por cerca de 40 minutos. Um agente do serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA disse ao Post que o incidente está sendo investigado.

    Mais:

    Agente de migração dos EUA é indiciado em Porto Rico por pornografia infantil
    Tags:
    Mimi Hernandez, Ana Suda, Hill, Havre, Montana, EUA, México, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik