14:22 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Caça americano F-35 (centésimo voo)

    'Foco militar': EUA realizarão visitas à Ásia e Europa para venda de armas

    CC BY 2.0 / Samuel King Jr / F-35 100th flight
    Américas
    URL curta
    302
    Nos siga no

    Uma visita a quatro nações aliadas dos EUA na Europa e na Ásia será realizada pela vice-secretária de Estado para assuntos político-militares, Tina Kaidanow, e tem por objeitvo a melhoria da cooperação em Defesa e o aumento das vendas de armas nos EUA.

    A informação foi divulgada nesta sexta-feira (18) através de comunicado à imprensa.

    A viagem está marcada para acontecer entre os dias 20 de maio e 3 de junho de 2018, começando na Alemanha e encerrando-se em Cingapura, segundo o comunicado. Além destes países, Tina Kaidrow fará visitas à Índia e Japão.

    "Na Alemanha, a embaixadora Kaidanow […] atualizará diplomatas e oficiais militares sobre […] melhorias na regulamentação do comércio de Defesa dos EUA incentivos do governo para expandir a indústria dos EUA", afirmou o comunicado.

    As reuniões no Japão se concentrarão em uma ampla gama de questões militares, segundo o comunicado.

    Desde 2013, o Japão fechou contratos de US$ 14,9 bilhões em compras de equipamentos com  o governo dos EUA, além de outros US$ 14,4 bilhões em artigos de Defesa.

    Palestras semelhantes na Índia terão foco no comércio bilateral de Defesa, que subiu de quase zero para US$ 15 bilhões desde 2008, segundo o comunicado.

    Na parada final, em Cingapura, Kaidanow se juntará a uma delegação de autoridades dos EUA, liderada pelo secretário de Defesa James Mattis para o Diálogo Shangri-La, um fórum para profissionais de Defesa e segurança patrocinado pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos, segundo o comunicado.

    Mais:

    Rússia considera sanções dos EUA contra a Venezuela ilegais
    'Ação dos EUA arruinou processo de paz no Oriente Médio', diz ministro turco
    Colisão de ônibus nos EUA deixa 32 feridos
    Crescimento perigoso: mercado financeiro dos EUA ameaça provocar nova crise global
    Por que analogia com Líbia traçada pelos EUA provoca tanta indignação na Coreia do Norte?
    Tags:
    cooperação militar, comércio de armas, defesa, Tina Kaidanow, Alemanha, Cingapura, Índia, Japão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar