23:15 13 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Signing joint documents following the results of Russian-Nicaraguan talks in the Kremlin

    Governo da Nicarágua pede que OEA investigue mortes no país

    © Sputnik / Sergey Guneev
    Américas
    URL curta
    210

    O governo da Nicarágua solicitou o envio de um grupo da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) para investigar as mortes de pelo menos 50 pessoas nos protestos que há um mês ocorrem em todo o país.

    O pedido foi publicado nesta segunda-feira, no Twitter, pelo secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), o uruguaio Luís Almagro. A CIDH é um órgão autônomo da OEA, criado para defender e promover os direitos humanos no continente, informou Agência Brasil.

    A investigação por uma organização independente foi também pedida pela Igreja Católica, que assim concordará em mediar o diálogo entre grupos de manifestantes e o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega.

    Desde o dia 18 de abril Nicarágua vive intensos protestos. A Igreja Católica, através de seus bispos no país, pediu o fim de grupos paramilitares e uma missão da CIDH. 

    Os distúrbios mais violentos desde o fim da guerra civil no país em 1990, foram provocados pela reforma da previdência, revogada pelo governo após os protestos. A medida, no entanto, não foi suficiente para acalmar as manifestações.

    Universitários, agricultores e empresários se uniram aos protestos contra Ortega, que, em 2016, conquistou seu terceiro mandato consecutivo.

    Tags:
    CIDH, Organização dos Estados Americanos (OEA), Daniel Ortega, Nicarágua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik