06:02 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Gina Haspel, nova diretora da CIA.

    Acusada por tortura, nova diretora da CIA promete não retomar interrogatórios

    © AP Photo / Handout CIA
    Américas
    URL curta
    413

    A diretora interina da CIA, Gina Haspel, está dizendo a senadores dos EUA em reuniões fechadas que não irá reiniciar um programa de interrogatórios e detenções se ela for confirmada para dirigir oficialmente a agência, informou a mídia norte-americana nesta sexta-feira.

    A rede CBS News, citando o ex-vice diretor da CIA Michael Morell e ex-diretor da CIA Michael Hayden, informou que Haspel disse aos senadores em reuniões privadas que "nunca permitiria que a CIA reiniciasse um programa de interrogatório e detenção".

    Haspel prometeu manter a CIA focada em seu principal dever de coleta e análise, afirmou a reportagem.

    O Comitê de Inteligência do Senado marcou uma audiência para o dia 9 de maio para considerar a indicação de Haspel como a próxima diretora da CIA.

    Haspel supervisionou o interrogatório de um detento em uma prisão secreta dos EUA na Tailândia que foi afogado 83 vezes em um único mês. Ela também teria participado da destruição de vídeos de interrogatórios usando técnicas, que já foram formalmente rotuladas de tortura e proibidas pelo Congresso.

    A indicação de Haspel foi publicamente apoiada por muitos legisladores, incluindo a senadora Dianne Feinstein, que liderou o comitê do Senado que divulgou o infame relatório de tortura da CIA contra ela.

    Feinstein disse a repórteres em março que Haspel era "uma boa vice-diretora da CIA", e espera que a agência tenha aprendido suas lições.

    O presidente do Comitê de Inteligência do Senado dos EUA, Richard Burr, disse em um comunicado à imprensa também em março que Haspel tem a experiência e o julgamento necessários para liderar a CIA e prometeu garantir que sua nomeação seja considerada sem demora.

    Mais:

    Mais de 100 oficiais aposentados pedem ao Senado não confirme Haspel como diretora da CIA
    Diretora da CIA pode ser presa se pisar na União Europeia, diz Snowden
    Nova diretora da CIA já comandou centro de tortura
    Tags:
    política, tortura, espionagem, CIA, Richard Burr, Dianne Feinstein, Michael Hayden, Michael Morell, Gina Haspel, Tailândia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik