05:40 20 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Uma funcionária da caixa está contando bolívares, moeda nacional venezuelana, em um restaurante na capital

    FMI: colapso da economia da Venezuela é um dos piores da história moderna

    © REUTERS / Ueslei Marcelino
    Américas
    URL curta
    1256

    O colapso econômico da Venezuela é considerado um dos piores da história moderna, disse uma autoridade do Fundo Monetário Internacional (FMI) no fim da última semana, tomando por base os mais recentes indicadores.

    Com uma contração esperada de 15% este ano e 45% nos últimos cinco anos, o colapso está entre os mais extremos do último meio século, afirmou Alejandro Werner, diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI.

    "É uma das piores crises econômicas que temos visto na história econômica moderna", disse Werner, citado pela Agência AFP.

    O país caribenho também enfrenta uma hiperinflação, com os preços devem subir 13.000%, comentou Werner durante as reuniões de primavera do FMI e do Banco Mundial em Washington.

    A nação rica em petróleo viu uma queda "espetacular" na produção do produto cair pela metade nos últimos 18 meses, analisou ele, o que é um grande problema para a economia pobre em dinheiro.

    O país testemunhou ainda protestos mortais no ano passado e as pessoas lutam diariamente contra a escassez de alimentos e remédios básicos.

    A Organização Internacional para as Migrações diz que quase 1 milhão de venezuelanos deixaram o país nos últimos dois anos. Muitos se dirigem ao Brasil, Colômbia e Panamá, e muitas vezes além destas nações.

    Washington impôs duras sanções financeiras a autoridades e entidades venezuelanas, que os impedem de acessar o crédito internacional através dos mercados dos EUA, acelerando a ruína econômica no outrora próspero país sul-americano.

    A União Europeia e a Suíça congelaram os ativos de altos funcionários venezuelanos, em resposta a preocupações com os direitos humanos.

    Mais:

    Moscou considera 'irresponsável' política de Washington em relação à Venezuela
    PGR diz que fechar fronteira com a Venezuela é ilegal
    15 países latino-americanos exigem que Venezuela realize 'eleições livres'
    Tags:
    crise na venezuela, inflação, comércio, economia, União Europeia, Banco Mundial, FMI, Alejandro Werner, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar