04:18 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Explosão de gás em um hospital privado da cidade de Concepción, no Chile, em 21 de abril de 2018

    Explosão em hospital deixa mortos e feridos no Chile

    © AFP 2018 / Guillermo Salgado Sanchez
    Américas
    URL curta
    0 04

    Pelo menos três pessoas morreram e outras 46 ficaram feridas, sendo uma delas em estado grave, após uma explosão de gás em um hospital do sul do Chile, segundo informaram as autoridades locais.

    "São três pessoas falecidas, uma pessoa ferida em estado grave e 45 pessoas feridas com magnitudes distintas mas fora de risco vital", declarou o ministro da Saúde, Emilio Santelices, citado pela Associated Press.

    Incêndio em hospital de Miryang, Coreia do Sul.
    © REUTERS / Kim Dong-min/Yonhap via REUTERS
    O incidente ocorreu na manhã deste sábado, por volta das 10h, no Sanatório Alemão de Concepción, a 500 km de Santiago, no momento em que pacientes e visitantes estavam sendo evacuados do local, após ser detectado o vazamento de gás. 

    Em declarações à mídia local, o prefeito Álvaro Ortiz disse que a empresa responsável pelo gás, a GasSur, chegou a avaliar a emergência, mas descartou os riscos de explosão pouco antes da ocorrência. Segundo ele, a companhia deverá ser investigada por possível negligência. 

    O presidente do país, Sebastián Piñera, enviou suas condolências por Twitter, dizendo que as responsabilidades pelo ocorrido já estão sendo investigadas.

    "Meus sinceros pêsames às vítimas e suas famílias, da explosão de um cano no Sanatório Alemão de Concepción. Meus pensamentos e orações estão com vocês. Ministro e subsecretaria de Saúde estão a caminho e a investigação de responsabilidades já começou."

    Mais:

    Explosão em usina química na República Tcheca deixa 6 mortos
    Explosão atinge capital da Moldávia, causando mortes
    Polícia londrina reporta grande explosão a nordeste de Londres
    Tags:
    gás, explosão, hospital, GasSur, Álvaro Ortiz, Sebastián Piñera, América do Sul, Concepción, Chile
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik