20:13 16 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Ex-presidente de Cuba, Raul Castro, com novo líder do país, Miguel Díaz-Canel, na Assembleia Nacional em Havana, Cuba, 19 de abril de 2018

    Mudança do poder em Cuba é triunfo da ditadura, declara chefe da OEA

    © AP Photo/ Alexandre Meneghini
    Américas
    URL curta
    1229

    O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, declarou que os resultados das eleições em Cuba foram "triunfo da ditadura".

    Na quinta-feira (19), Miguel Díaz-Canel foi eleito presidente do Conselho de Estado, principal órgão executivo, substituindo, assim, Raúl Castro no mais alto posto governamental.

    Raúl Castro continua sendo primeiro-secretário do Partido Comunista de Cuba que é principal força política do país, conforme a Constituição. O último presidente da família Castro está disposto a deixar o cargo de primeiro-secretário em 2021.

    "O triunfo da ditadura sobre a libertação não pode se chamar de revolução. A continuidade do chefe de Estado que vemos em Cuba é uma tentativa de perpetuar o regime absolutista. O nome disso é ditadura", diz-se no comunicado da OEA feito pelo secretário-geral Luis Almagro.

    Para ele, o povo cubano não elegeu o seu líder.

    "As eleições de Miguel Díaz-Canel pela Assembleia Nacional de Cuba ao cargo de líder do país são organizadas sem liberdade de expressão do povo cubano. Quando a vontade do povo é desconhecida, os governantes perdem o único apoio do seu poder", ressaltou Almagro.

    Mais:

    Em felicitações a Díaz-Canel, Maduro expressa apoio irrestrito a Cuba
    Miguel Díaz-Canel é eleito novo líder de Cuba
    Miguel Díaz-Canel é indicado para assumir presidência de Cuba
    Tags:
    eleições, ditadura, Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, Miguel Díaz-Canel, Raul Castro, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik