02:53 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Logo da Organização para o Desenvolvimento Econômico e Social.

    Palácio do Planalto confirma: Estados Unidos estão travando acesso do Brasil à OCDE

    © AFP 2019 / Eric Piermont
    Américas
    URL curta
    181117

    O governo confirmou reportagens desta semana sobre o bloqueio dos Estados Unidos à candidatura brasileira na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em detrimento da Argentina.

    Relatos de uma resposta negativa dos Estados Unidos à candidatura brasileira circularam em vários veículos ao longo dos últimos dias. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, os Estados Unidos teriam negado a adesão do Brasil em detrimento da candidatura argentina devido ao "respaldo eleitoral" às reformas promovidas por Maurício Macri, ao contrário de Michel Temer.

    "Faltaria no Brasil consenso claro sobre as reformas, especialmente por meio de respaldo eleitoral — algo que pôde ser verificado na Argentina nas últimas eleições presidenciais e legislativas", escreveu a entidade.

    A decisão de formalizar a adesão à OCDE foi do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles. Mesmo tendo em conta o processo moroso que pode levar anos, o ministro avaliou este como um dos legados da política econômica de Temer e pretendia encerrar a gestão da Pasta ao menos com a adesão oficialmente iniciada (a OCDE pede uma série de reformas na legislação antes de aceitar plenamente um novo membro). Já se sabe, porém, que isso não será possível.

    Segundo o Correio Braziliense, os Estados Unidos devem esperar os resultados das eleições deste ano para saber o grau de comprometimento do país com o combate efetivo à corrupção e com as reformas como a da previdência. Além disso, Washington argumenta enviar dinheiro demais à OCDE e que a ampliação do quadro de pessoal da entidade exigiria repasses ainda maiores.

    Na incapacidade de aceitar todas as inscrições ao mesmo tempo, conta também a época em que as aplicações foram enviadas. Partindo deste critério, a Argentina é a primeira da lista, o Brasil o sexto.

    Tags:
    OCDE, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Correio Braziliense, O Estado de São Paulo, Michel Temer, Henrique Meirelles, Maurício Macri, Washington, Brasil, Argentina, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar