13:41 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Lenín Moreno

    Presidente do Equador abandona Cúpula de Lima após sequestro e execução de jornalistas

    © REUTERS / Mariana Bazo
    Américas
    URL curta
    133

    O presidente do Equador, Lenin Moreno, decidiu abandonar a Cúpula das Américas, realizada em Lima e retornar imediatamente ao seu país depois de saber que três jornalistas sequestrados na fronteira com a Colômbia no dia 26 de março, foram executados por seus captores.

    "Neste momento (o presidente) está saindo para o aeroporto", confirmou uma fonte da Presidência à Sputnik.

    A rede colombiana RCN informou anteriormente que recebeu fotografias que mostram os corpos dos três sequestrados e as enviou a jornalistas e organizações de liberdade de imprensa dos dois países.

    Uma dessas organizações, a Fundamedios do Equador, confirmou ter recebido o material e indicou que ele foi transferido para o governo.

    Moreno tinha chegado em Lima na quinta-feira para participar da VIII Cúpula das Américas a ser realizada nesta sexta-feira e sábado. Ele também estava programado para se reunir com seu homólogo colombiano, Juan Manuel Santos, que só iria tratar a questão da fronteira e o sequestro.

    A equipe de reportagem do jornal equatoriano El Comercio, composta pelo repórter Javier Ortega, o fotógrafo Paul Rivas e o motorista Efraín Segarra, foi detido em 26 de março por uma gangue liderada pelo colombiano apelidado de "Guacho".

    Tags:
    VIII Cúpula das Américas, RCN, Fundamedios do Equador, Efraín Segarra, Paul Rivas, Javier Ortega, Lenín Moreno, Juan Manuel Santos, Lima, Equador, Colômbia, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik