12:31 23 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Mike Pompeo, diretor da CIA

    Pompeo diz que lutará para que EUA não reconheçam reunificação da Crimeia com a Rússia

    © REUTERS / Eric Thayer
    Américas
    URL curta
    15111

    O novo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse em seu depoimento ao Comitê de Relações Exteriores do Senado, nesta quinta-feira (12), que lutará para impedir que o presidente dos EUA, Donald Trump, reconheça a decisão da Crimeia pela reunificação com a Rússia.

    "Vou lutar para garantir que isso não aconteça. Obviamente, seria a decisão do presidente, mas sim, acho que seria completamente inapropriado fazer isso", disse Pompeo quando questionado sobre o que um legislador chamou de "anexação" da Rússia do território.

    A Crimeia separou-se da Ucrânia e se reunificou com a Rússia depois que 96% de seus moradores apoiaram a decisão em um referendo em março de 2014. A votação foi realizada depois que novas autoridades tomaram o poder em Kiev, após o que muitos consideraram um golpe.

    A reunificação da Crimeia com a Rússia não foi reconhecida pela Ucrânia ou pelos Estados Unidos e por alguns dos seus aliados, que posteriormente impuseram sanções econômicas e políticas a Moscou. A Rússia disse que o referendo na Crimeia foi democrático e conduzido em conformidade com o direito internacional.

    Mais:

    Comportamento de Pompeo em relação à América Latina estará na mira da Rússia
    Trump ameaça acordo com Irã e guerra na região ao indicar Pompeo, diz conselho iraniano
    Tags:
    crimeia, Departamento de Estado dos EUA, Donald Trump, Mike Pompeo, Crimeia, Ucrânia, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik