16:05 26 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Míssil hipersônico Avangard

    'Arquiteto de Guerras nas Estrelas' revela meios para destruir novíssimas armas russas

    © Foto: Youtube / Минобороны России
    Américas
    URL curta
    Novo arsenal da Rússia (41)
    10713

    A Iniciativa Estratégica de Defesa (SDI, na sigla em inglês) anunciada pelo então presidente dos EUA, Ronald Reagan em 1983, estipulou a instalação de sistemas de base espacial com o objetivo de destruir mísseis balísticos intercontinentais inimigos.

    Angelo Codevilla, um dos arquitetos do programa SDI, conhecido também como "Guerras nas Estrelas", opinou que alguns elementos da iniciativa devem atrair a atenção da Força Aeroespacial dos EUA, apesar do sistema ter sido obsoleta, comunicou o portal on-line Asia News.

    Segundo ele, para conter as novíssimas armas russas e chinesas, incluindo as hipersônicas, são necessários dois sistema de baseamento espacial. Em particular, trata-se de sensores orbitais ópticos, capazes de detectar lançamentos terrestres, bem como lasers que podem eliminar mísseis.

    Codevilla frisou que para detectar lançamentos recentes de mísseis balísticos podem ser utilizados tais sistemas como o Sistema de Infravermelho de Base Espacial (SBIRS, na sigla em inglês), mas precisamente o SBIRS Low posicionado na órbita baixa terrestre. Contudo, segundo Codevilla, este projeto foi congelado ainda em 1972.

    Além disso, o especialista frisou que os meios de base espacial que no momento estão em serviço do exército norte-americano, são praticamente incapazes de interceptar drones hipersônicos. Para lidar com tal tipo de perigo, de acordo com Codevilla, podem ser aplicadas somente plataformas de lançamento.

    Testes do míssil balístico intercontinental Sarmat, 29 de março de 2018
    © Foto : Ministério da Defesa da Rússia
    Testes do míssil balístico intercontinental Sarmat, 29 de março de 2018

    Anteriormente, militares russos realizaram testes bem-sucedidos do míssil Sarmat, considerado este o míssil balístico intercontinental mais potente do mundo. O Sarmat é capaz de superar qualquer sistema de defesa antimíssil promissor e realizar ataques em qualquer direção. Os desenvolvedores da arma afirmam que por enquanto, nenhum exército do mundo é capaz de abater o Sarmat.  

    Tema:
    Novo arsenal da Rússia (41)

    Mais:

    'Estamos indefesos': americanos admitem supremacia de armas hipersônicas russas
    Novas armas russas recebem nomes após votação popular
    Novas armas russas provam que no mundo é 'impossível alcançar superioridade militar'
    Tags:
    eliminação, armas, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik