04:15 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente boliviano, Evo Morales

    Morales compara luta da Argentina pelas Malvinas com disputa marítima boliviana com Chile

    © REUTERS / Enzo De Luca/Courtesy of Bolivian Presidency
    Américas
    URL curta
    5113

    O presidente da Bolívia, Evo Morales, lembrou nesta segunda-feira o aniversário da Guerra das Malvinas e disse que a Argentina vai conseguir recuperar as ilhas do sul das mãos de Grã-Bretanha, e que o seu país vai conseguir uma saída para o mar na briga com o Chile.

    "Como hoje, 1982, a Guerra das Malvinas começou, quando a Argentina tentou recuperar o território ilegalmente apreendido pelo imperialismo, mais cedo ou mais tarde vamos conseguir o mar para a Bolívia e as Malvinas para a Argentina, reivindicações que a grande nação nunca vai renunciar", disse Morales através da rede social Twitter.

    A Argentina reivindica a soberania do arquipélago desde 1833, ano em que o Reino Unido passou a ocupar as ilhas.

    Desde então, Buenos Aires e Londres mantêm uma disputa sobre a soberania da região, o que levou a ditadura da Argentina (1976-1983) a tentar recuperar a área com uma guerra, em abril de 1982, que culminou em 14 de junho com a derrota argentina e com quase 1.000 mortes dos dois lados apenas durante o conflito armado.

    O Reino Unido e a Argentina retomaram suas relações diplomáticas em fevereiro de 1990, durante a administração de Carlos Menem (1989-1999).

    A Argentina mantém sua reivindicação de soberania sobre o arquipélago, que foi aceita pelo Comitê de Descolonização da Organização das Nações Unidas.

    Morales também disse por meio de um tweet que seu governo começou em 2013 uma disputa marítima contra o Chile perante a Corte Internacional de Justiça (TIJ), para exigir Santiago sente para negociar com a Bolívia uma saída soberana para o Oceano Pacífico.

    No final do mês passado, os dois países apresentaram seus argumentos perante a TIJ, e agora estão aguardando o tribunal internacional deliberar e anunciar uma data para a entrega da sentença final.

    Mais:

    Evo Morales se solidariza com a Rússia e critica expulsão de diplomatas
    Evo Morales: Trump tem 'obsessão golpista' com Venezuela
    Bolívia tem greve geral em protesto contra possível novo mandato de Morales
    Tags:
    disputa marítima, guerra, diplomacia, Evo Morales, Reino Unido, Malvinas, Chile, Argentina, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik