18:29 21 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Pedro Pablo Kuczynski, ex-presidente de Peru

    Ex-presidente peruano tem seu passaporte confiscado e casa vasculhada

    © REUTERS / Mariana Bazo
    Américas
    URL curta
    301

    O ex-presidente do Peru Pedro Pablo Kucyznski foi proibido pela Justiça neste sábado (24) de deixar o país por 18 meses. Ele é investigado pela justiça por ter recebido US$ 782 mil da empreiteira brasileira Odebrecht enquanto era ministro da Economia e primeiro-ministro.

    Kucyznski nega qualquer irregularidade e diz que os pagamentos foram por serviços de consultoria prestados. Ainda neste sábado, duas casas em Lima do agora ex-presidente foram vasculhada por policiais.

    Ele decidiu sair do cargo um dia antes da votação de um pedido de impeachment. O Congresso do Peru aceitou a renúncia de Kucyznski e empossou Martín Vizcarra como seu sucessor.

    A Odebrecht já confessou ter pago US$ 800 milhões em propina na América Latina, sendo que US$ 29 milhões foram para o Peru.

    Mais:

    Nem ajuda da família Fujimori deve salvar presidente do Peru do impeachment, diz analista
    STF nega pedido de ex-presidente do Peru para acessar delação da Odebrecht
    Delator da Odebrecht depõe em São Paulo sobre esquema de corrupção no Peru
    Caminhão danifica herança da época pré-colombiana no Peru
    Tags:
    Pedro Pablo Kuczynski, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik