14:23 26 Abril 2018
Ouvir Rádio
    O atual procurador-geral dos EUA, Jeff Sessions, ao lado de Donald Trump, na Trump Tower, em Nova York, em 7 de outubro de 2016

    EUA cogitam pena de morte para conter crise de drogas no país, diz procurador-geral

    © REUTERS / Mike Segar
    Américas
    URL curta
    620

    Os advogados do governo dos EUA devem aplicar a pena de morte ao processar casos relacionados a drogas, a fim de combater a epidemia de opioides no país, disse o procurador-geral Jeff Sessions em nota divulgada pelo Departamento de Justiça nesta quarta-feira (21).

    "Para combater essa epidemia mortal de opioides, os promotores federais devem considerar todas as ferramentas legais à sua disposição", disse o memorando. "Isso também deve incluir a busca da pena capital nos casos apropriados".

    Sessions disse que os promotores também devem considerar a designação de um coordenador de opioides em todos os distritos dos EUA e procurar responsabilizar os fabricantes e distribuidores dos medicamentos por infringirem a lei.

    Na segunda-feira (19), Trump disse em um discurso que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos buscará a pena de morte contra traficantes de drogas como parte de sua estratégia para lidar com as crises de abuso de opioides nos Estados Unidos.

    Mais de 60 mil norte-americanos morreram de overdose de drogas em 2017, a maioria por meio de prescrição e opioides comprados ilegalmente, de acordo com estatísticas do governo dos EUA.

    Mais:

    'Pessoas se importam por ele ter mentido', publica atriz pornô sobre Donald Trump
    Casa Branca nega que Trump vá demitir Robert Mueller, que investiga 'conluio' com a Rússia
    Trump quer reunião com Putin para discutir 'corrida armamentista' entre os dois países
    Evo Morales: Trump tem 'obsessão golpista' com Venezuela
    Tags:
    tráfico de drogas, Crise de opioides nos EUA, drogas, Jeff Sessions, Donald Trump, Estados Unidos, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik