03:34 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Dianne Feinstein, ex-presidente do Comitê de Inteligência do Senado dos EUA, discursando no Capitólio durante o seu mandato

    Novas armas russas: senadores querem que EUA inicie diálogo com Moscou

    © AP Photo / Ann Heisenfelt
    Américas
    URL curta
    Novo arsenal da Rússia (46)
    24329

    O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, deve começar uma nova rodada de conversações estratégicas com a Rússia o mais rápido possível devido ao recente anúncio do presidente russo, Vladimir Putin, de novas armas nucleares, afirmam os senadores norte-americanos Bernie Sanders, Dianne Feinstein, Ed Markey e Jeff Merkley.

    Putin disse em seu discurso no parlamento que a Rússia havia desenvolvido uma série de armas avançadas, incluindo drones subaquáticos intercontinentais, um míssil hipersônico prospectivo e mísseis de cruzeiro de energia nuclear. O presidente destacou que a Rússia não violou nenhum tratado de armas e não tem planos de atacar ninguém.

    "Um diálogo estratégico EUA-Rússia é mais urgente após o discurso público do presidente Putin em 1º de março, quando ele se referiu a várias novas armas nucleares, a Rússia está se desenvolvendo, incluindo um míssil de cruzeiro e um drone subaquático nuclear, que atualmente não estão limitados pelo novo tratado START [sigla em inglês para Novo Tratado Estratégico para a Redução de Armas], e seria desestabilizador se implantado", disse a carta enviada à Tillerson nesta quinta-feira (8). 

    "Os Estados Unidos devem iniciar diálogos com a Rússia com urgência para evitar erros de cálculo e reduzir a probabilidade de conflito".

    A carta diz que o Departamento de Estado dos Estados Unidos deve lidar com a violação por parte da Rússia do Tratado sobre as Forças Nucleares de Intermessão Intermediária através de disposições existentes ou de outra forma que possam ser mutuamente acordadas. A administração do Trump também precisa ampliar o START, acrescentou a carta.

    Além disso, os senadores disseram que o Departamento de Estado também deve conversar com a Rússia sobre formas de aumentar a transparência acerca de informações em relação a armas nucleares não estratégicas.

    "As tentativas da administração Obama de negociar um acordo sobre esta classe de armas encontraram resistência da Rússia", afirmou a carta.

    No entanto, mesmo ausente do espaço político para um acordo formal ou um tratado vinculativo com a Rússia, os senadores disseram que pediram ao Departamento de Estado a que discuta formas de aumentar a transparência em armas nucleares não estratégicas, concluiu a carta.

    Tema:
    Novo arsenal da Rússia (46)

    Mais:

    Putin: Rússia é uma grande potência e é melhor tê-la como parceira
    Putin diz que máquinas nunca substituirão potencial criativo de um ser humano
    Putin envia condolências pela tragédia do avião russo An-26 na Síria
    Tags:
    Start, armas nucleares, Novo arsenal da Rússia, Senado dos EUA, Jeff Merkley, Ed Markey, Dianne Feinstein, Donald Trump, Bernie Sanders, Moscou, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik