15:43 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Juneau, Alasca.

    Guarda Nacional dos EUA pratica resposta a contaminação nuclear no Alasca

    © AP Photo / Kathy Matheson
    Américas
    URL curta
    111

    Mais de 200 membros do serviço dos EUA completaram um exercício de cinco dias em meio a neve, ventos fortes e visibilidade reduzida do inverno do Alasca para se preparar para ataques nucleares, químicos, biológicos ou radiológicos (CBRNE) por terroristas, acidentes com satélites radioativos ou navios naufragados com materiais perigosos.

    "A força de resposta doméstica está alinhada regionalmente através de ativos químico, biológico, radiológico, nuclear e explosivo de alto rendimento, estabelecidos em resposta a catástrofes CBRNE naturais, provocadas pelo homem ou terroristas", declarou o sargento da Guarda Nacional, Fausto Crespo nesta quarta-feira.

    Lançamento de míssil balístico Minuteman III
    © AP Photo / Foto de arquivo, Força Aérea dos EUA
    O comunicado descreveu o exercício como uma atividade a nível estadual envolvendo residentes civis da cidade de Valdez desempenhando o papel de vítimas de desastres.

    O exercício apresentou um cenário que envolveu uma aterragem de satélite em Valdez com contaminação radiológica em três locais de incidentes separados: terra, mar e perto da área de operação de exercícios de comand.

    Outro cenário envolveu detritos perigosos e possivelmente radioativos em uma embarcação no Porto de Valdez, que exigiu uma resposta da Guarda de Valdez.

    Tags:
    Guarda Nacional dos EUA, Fausto Crespo, Estados Unidos, Alasca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik