04:52 21 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    624
    Nos siga no

    A Administração do presidente Donald Trump solicitará US$ 716 bilhões (R$ 2,3 trilhões) para o orçamento militar do país no ano fiscal de 2019, que se iniciará no 1º de outubro do ano corrente.

    Nesse contexto, o secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, confirmou que tal aumento é realmente necessário devido às ameaças que os EUA enfrentam.

    "Não vou ser subtil", disse ele em uma reunião com legisladores republicanos às portas fechadas. "Tenho que fazer com que nossos militares sejam mais mortíferos", afirmou, citado pelo jornal The Hill.

    Vale destacar que o novo orçamento militar superará em 7 % o do ano corrente, ou seja, em US$ 50 bilhões (R$ 158,8 bilhões). O orçamento militar atual dos EUA é de US$ 692 bilhões (R$2,2 trilhões).

    O chefe do Pentágono sublinhou que o aumento corresponde à nova Estratégia de Segurança Nacional dos EUA, que visa opor resistência aos principais adversários do país — a China e a Rússia. Entretanto, os anos anteriores foram principalmente dedicados à luta contra o terrorismo.

    Mais:

    Pentágono: EUA continuarão realizando voos nas proximidades da Crimeia
    Armas na mira: como EUA pretendem prejudicar setor de armamento russo
    Como criança se queixando: analista sobre novo vídeo de intercepções de aviões dos EUA
    Por que Trump anuncia modernização do arsenal nuclear dos EUA justamente agora?
    Tags:
    Estratégia de Segurança Nacional, ameaças, gastos militares, aumento, militares, orçamento militar, Pentágono, James Mattis, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar