07:55 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Combatentes curdos peshmerga observam região próxima a Bashiqa, a 25 km de Mossul (arquivo)

    Justiça dos EUA indicia suspeitos de traficar armas para a Turquia

    © AFP 2019 / SAFIN HAMED
    Américas
    URL curta
    111

    Dois moradores da cidade americana de Seattle, no estado de Washington, foram acusados de traficar carregamentos de armas para a Turquia, de onde deveriam ser distribuídas para combatentes curdos no Iraque.

    Um grande júri da região indiciou, na última quarta-feira, o senhor de 51 anos Paul Brunt, e um jovem iraquiano de 29 anos, identificado como Rawnd Khaleel Aldalawi, que vive nos Estados Unidos. De acordo com promotores, a dupla pretendia enviar os armamentos escondidos em veículos que estavam sendo exportados. 

    As autoridades afirmam que o primeiro lote, de fevereiro do ano passado, consistia em cerca de 30 armas escondidas em três carros. O segundo, de novembro, era formado por 47 armas. Este último foi descoberto pela polícia turca, que acionou seus colegas norte-americanos. 

    Segundo a Associated Press, Aldalawi declarou que tinha a intenção de apoiar as forças peshmerga na luta contra militantes do Daesh, uma vez que o governo iraquiano não estaria ajudando a defender de maneira efetiva os territórios do norte do Iraque. 

    Mais:

    Washington: armamos os curdos para libertar Raqqa, não para passar as armas adiante
    Polícia americana descobre esquemas de tráfico de drogas e armas no Facebook
    Ofensiva contra curdos: 'vamos limpar a fronteira' com a Síria, diz Erdogan
    Tags:
    peshmerga, tráfico, armamentos, armas, Associated Press, AP, Daesh, Paul Brunt, Rawnd Khaleel Aldalawi, Iraque, Washington, Seattle, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar