10:52 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da Venezuela

    Tiro trocado: Espanha expulsa embaixador da Venezuela

    © flickr.com / Joseph Remedor
    Américas
    URL curta
    502
    Nos siga no

    O Conselho de Ministros da Espanha decidiu declarar o embaixador da Venezuela no país, Mario Isea, 'persona non grata', confirmou o porta-voz do governo Íñigo Méndez de Vigo. A decisão implica a expulsão do diplomata do país no prazo máximo de 72 horas.

    A determinação foi tomada em reciprocidade pelo governo venezuelano. Nesta quinta-feira, o Executivo desse país tomou a mesma decisão sobre o embaixador espanhol na Venezuela, Jesús Silva Fernández. A medida foi anunciada pelo chanceler Jorge Arreaza através do Twitter.

    A Venezuela justifica a decisão dizendo ser a resposta ao "ataque contínuo e atos recorrentes de interferência nos assuntos internos do nosso país pelo governo espanhol".

    Ambos os embaixadores têm 72 horas para deixar o país em que foram destinados. A expulsão de um embaixador é uma situação grave, uma vez que implica a ruptura das relações entre os dois países em questão.

    A Venezuela se pronunciou antes da medida tomada por Madri e considerou que o governo espanhol foi "vitimização". O ministro venezuelano das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, através de sua conta no Twitter, disse que "a vitimização hipócrita do governo espanhol é impressionante, buscando solidariedade, depois de liderar uma rede de ataques e sanções contra a Venezuela, dinamizar o diálogo e gerar violência, seguindo ordens de Donald Trump".

    Arreaza reiterou que "a Venezuela atuou em defesa da sua soberania", em relação à ação anteriormente exercida sobre a expulsão do diplomata espanhol.

    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores da Venezuela, Twitter, Mario Isea, Donald Trump, Jorge Arreaza, Venezuela, Madri, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar