02:11 26 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    431
    Nos siga no

    O presidente argentino Mauricio Macri elogiou nesta quinta-feira o desenvolvimento ativo da cooperação bilateral do país sul-americano com a China, e planos estratégicos estão sendo planejados entre Buenos Aires e Pequim.

    Macri revelou a intenção dos chineses em investir no país para participar da construção de usinas nucleares em solo argentino.

    "Eu realmente aprecio o relacionamento com a China. Estamos trabalhando juntos em muitos setores: alimentos, segurança e energia. [A China] tem sido muito agressivo ao investir na Argentina. Estamos planejando construir usinas nucleares, usinas hidrelétricas", disse Macri no Fórum Econômico Mundial (WEF), em Davos (Suíça).

    A presidente da Argentina Cristina Fernandez de Kirchner e o presidente da China Xi Jinping
    © AFP 2019 / ROLEX DELA PENA / POOL / AFP

    Pequim também participou da licitação para projetos de energia renovável e investiu no campo do turismo no país sul-americano, observou o presidente argentino.

    A reunião anual do WEF começou na terça-feira e continuará até a próxima sexta-feira, com centenas de políticos, incluindo cerca de 70 chefes de Estado e governo, que deverão participar do evento.

    O evento tem como objetivo moldar a agenda global e da indústria com a ajuda de líderes políticos, empresariais e acadêmicos.

    Mais:

    Brasil está preocupado com aproximação da Argentina com a China
    Temer recebe e elogia Macri pela aprovação da reforma da Previdência na Argentina
    Macri quer reduzir a maioridade penal na Argentina
    Tags:
    relações bilaterais, usina nuclear, programa nuclear, energia nuclear, Fórum Econômico Mundial (WEF), Mauricio Macri, China, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar