22:08 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    462
    Nos siga no

    Uma onda de violência e protestos atinge Honduras após sua polêmica eleição presidencial de novembro.

    A disputa foi vencida pelo atual presidente, Juan Orlando Hernández, mas a União Europeia e a Organização dos Estados Americanos (OEA) apontam irregularidades no pleito. A OEA chegou até mesmo a pedir a realização de novas eleições. 

    O candidato opositor de centro-esquerda Salvador Nasrallah afirma que a eleição foi fraudada e lidera os protestos. 

    Segundo a promotoria hondurenha, 24 mortes foram registradas na violência que ocorreu desde a eleição até 28 de dezembro de 2017 e investigações estão sendo realizadas. Três destas vítimas eram policiais. 

    A ativista de direitos humanos Bertha Oliva, entretanto, diz que o número de vítimas é maior. Ela diz que o número correto é de 30 mortos e que mais de mil pessoas foram detidas nos protestos. 

    O presidente Hernández afirmou que protestos pacíficos serão permitidos, mas que a violência será combatida pelas forças de segurança, pelo serviço de inteligência e pelos tribunais.

    Mais:

    Irmã do presidente de Honduras e mais 5 morrem em acidente de helicóptero
    OEA irá observar eleições brasileiras de 2018
    OEA parabeniza Mercosul por suspensão da Venezuela
    Secretário-geral da OEA afirma apoiar sanções contra Venezuela
    Tags:
    Organização dos Estados Americanos (OEA), União Europeia, Honduras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar