01:16 21 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    200
    Nos siga no

    O Departamento de Justiça dos EUA obrigou a empresa RIA Global LLC, que se dedica à produção de conteúdos para a agência internacional de notícias e rádio Sputnik, a se registrar como agente estrangeiro.

    O documento, a que a Sputnik teve acesso, é datado de 5 de janeiro e afirma que a RIA Global LLC deve se registrar no prazo de 30 dias de acordo com a FARA (Lei de Registro de Agentes Estrangeiros de 1938).

    "A obrigação da RIA Global de se registrar [como agente estrangeiro] é resultado da sua atividade política nos EUA", diz o documento.

    Depois de se registrar, a RIA Global poderá produzir e divulgar conteúdos da maneira que entender, se cada transmissão for acompanhada do anúncio correspondente quanto ao seu status de agente estrangeiro, sublinharam no Departamento de Justiça.

    A decisão de obrigar a RIA Global a se registrar como agente estrangeiro é explicada por, em conformidade com a FARA, este status dever ser atribuído a todos os que efetuam "atividade política" em nome de entidades estrangeiras.

    A RIA Global LLC é uma empresa norte-americana na qual trabalham jornalistas norte-americanos que produzem matérias para a agência e Rádio Sputnik.

    Antes, o Departamento de Justiça dos EUA reconheceu o canal RT America como agente estrangeiro e depois retirou as credenciais da rede de TV russa RT que davam acesso ao Congresso.

    Em resposta, o presidente russo, Vladimir Putin, assinou a lei sobre o status de agentes estrangeiros na Rússia, que permite considerar as mídias que recebem ajuda financeira do exterior como agente estrangeiro. Mais tarde o Ministério da Justiça russo incluiu nesta lista nove mídias, entre as quais a Voz da América e a Rádio Free Europe/Radio Liberty.

    Mais:

    ONU critica restrições contra RT e Sputnik
    Credenciais do canal RT que davam acesso ao Congresso dos EUA são cassadas
    Google News esconderá notícias do RT e Sputnik
    Tags:
    agente estrangeiro, mídia, Sputnik, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar