19:01 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Peruanos foram às ruas para protestar contra o perdão concedido ao ex-presidente Alberto Fujimori

    Mais de 5.000 peruanos protestam em Lima contra o perdão do ex-presidente Fujimori

    © REUTERS / Mariana Bazo
    Américas
    URL curta
    0 10

    Mais de 5.000 pessoas protestaram nesta segunda-feira na capital peruana de Lima contra a decisão do presidente do país, Pablo Kuczynski, de conceder o perdão ao ex-líder Alberto Fujimori, que cumpriu pena de 25 anos por corrupção e outros crimes, informou a mídia local.

    No domingo, Kuczynski perdoou Fujimori, de 79 anos, por motivos humanitários por causa de uma doença incurável e piora.

    Milhares de pessoas, que discordaram da decisão do presidente, reuniram-se na segunda-feira no centro de Lima, com a polícia recorrendo a gás lacrimogêneo para dispersar os ativistas, informou a mídia da Republica.

    Vários manifestantes foram presos durante a manifestação.

    Fujimori serviu como Presidente do Peru de julho de 1990 a novembro de 2000. Mais tarde, ele foi perseguido e, em abril de 2009, o tribunal o condenou a 25 anos de prisão por acusações de corrupção e abusos de direitos humanos.

    Kuczynski afirmou que seria “inadmissível” permitir que o ex-presidente morresse na cadeia, dada a sua saúde frágil. Contudo, o perdão a Fujimori foi fundamental para o atual presidente peruano escapasse de um impeachment, na semana passada, por supostamente ter recebido dinheiro da empreiteira brasileira Odebrecht.

    Mais:

    Congresso do Peru derruba processo de impeachment contra Kuczynski
    Presidente do Peru não descarta conceder perdão médico ao ex-ditador Fujimori
    Tags:
    perdão, política, impeachment, Odebrecht, Pedro Pablo Kuczynski, Alberto Fujimori, Lima, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar