13:14 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Polícia faz a guarda do Tribunal Superior Eleitoral de Honduras em 30 de novembro.

    Honduras: EUA reconhecem resultado de eleição contestada por União Europeia e OEA

    © REUTERS / Jorge Cabrera
    Américas
    URL curta
    4 0 0

    O Departamento de Estado dos EUA reconheceu nesta sexta-feira (22) Juan Orlando Hernández como o vencedor das eleições presidenciais em Honduras. A União Europeia e a Organização dos Estados Americanos (OEA) apontam irregularidades no pleito e uma onda de violência explodiu após a eleição e já deixou 17 mortos.

    "Felicitamos o presidente Juan Orlando Hernández por sua vitória nas eleições presidenciais de 26 de novembro, conforme declarado pelo Tribunal Supremo Eleitoral de Honduras (TSE)", afirmou o Departamento de Estado em comunicado.

    Durante a apuração dos votos, o oposicionista Salvador Nasralla liderava a contagem parcial com uma larga vantagem, mas houve uma interrupção não explicada de mais de um dia nas atividades. Quando o trabalho de apuração foi retomado, Hernández estava na liderança e ficou nesta posição até o fim.

    Ainda assim, a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, pediu em comunicado que todas as partes não utilizem violência e que o direito de protesto seja respeitado. Tanto a OEA como a União Europeia encontraram irregularidades no pleito e questionam o resultado da apuração. Ela também solicita que a justiça eleitoral de Honduras examine todos os recursos apresentados pelos partidos políticos locais.

    "Os resultados apertados, as irregularidades identificadas pela OEA e as missões de observação eleitoral da UE e as fortes reações dos hondurenhos em todo o espectro político sublinham a necessidade de um diálogo nacional robusto", disse Nauert.

    Nesta semana, o candidato derrotado, Nasralla, viajou para Washington em busca de apoio. Um grupo de 20 congressistas Democratas pediu ao secretário de Estado, Rex Tillerson, que os Estados Unidos apoiem a realização de novas eleições em Honduras e denunciou a violência.

    Mais:

    Departamento de Estado: Coreia do Sul tem condições de realizar Jogos Olímpicos seguros
    Diretor da CIA evita responder se chefiará o Departamento de Estado
    Departamento de Estado dos EUA: final de ano na Europa terá 'alto risco' de terrorismo
    Departamento de Estado norte-americano: EUA abandonam UNESCO
    Imprensa: Casa Branca e Departamento de Estado estão em pé de guerra
    Departamento de Estado: EUA expulsam 15 diplomatas cubanos
    Departamento de Estado nega envolvimento dos EUA na morte de general russo na Síria
    Tags:
    União Europeia, Departamento de Estado dos EUA, Organização dos Estados Americanos (OEA), Rex Tillerson, Heather Nauert, Estados Unidos, Honduras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar