01:55 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Prédio do RT em Moscou

    ONU critica restrições contra RT e Sputnik

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Américas
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    Nos EUA, a aprovação da lei sobre agentes estrangeiros contra o RT e Sputnik mina a credibilidade da imprensa estrangeira em geral, afirmou à Sputnik o relator especial da ONU para questões sobre a promoção e proteção do direito à liberdade de opinião e de expressão, David Kaye.

    De acordo com ele, a ideia da lei é que "no trabalho dos agentes estrangeiros em relação a suas possibilidades de lobby" haja mais transparência. Kaye assinalou que por todo o mundo há muitos governos exigindo o mesmo.

    "Em geral, não há nada de ruim. Contudo, quando usado contra jornalistas, o efeito contíguo acontece. Assim, pode prejudicar não somente o trabalho do RT e da Sputnik, como planejado inicialmente, mas também pode minar a credibilidade de jornalistas estrangeiros em geral", assinalou ele. 

    Segundo opinou o relator especial, devido às ações de Washington, a mídia norte-americana no exterior pode também enfrentar problemas.

    "É muito difícil limitar a aplicação de uma lei deste tipo para que ela não seja utilizada contra jornalistas do nosso país no exterior. É isso que estamos observando agora. No momento, parece ao termo diplomático, quando um país qualifica outro como 'persona non grata'", assinalou.

    O entrevistado acrescentou que, mesmo se os EUA tivessem motivos para incluir o RT e a Sputnik na lista de agentes estrangeiros, eles não deveriam ter posto em prática devido às consequências. 

    Kaye assinalou também que a privação de acreditação do RT no Congresso dos EUA é um passo improdutivo. 

    "Acredito que devemos ter um elevado nível de tolerância em relação à mídia com a qual não concordamos, inclusive quanto à mídia que, em nossa opinião, serve para difundir desinformação estatal", frisou.

    O relator especial apontou também que a Rússia pode introduzir medidas análogas.

    "Trata-se de uma corrida armamentista. Ela causa um prejuízo até maior do que o dano inicial", assume Kaye.

    Os EUA qualificaram o RT America e a sócia da Sputnik Reston Translator como agentes estrangeiros. A empresa norte-americana Multicultural Radio Broadcasting também foi ameaçada de entrar na lista se transmitir programas da Sputnik. 

    Por sua vez, a Rússia aprovou a lei sobre agentes estrangeiros da mídia e incluiu na lista nove veículos da imprensa estadunidenses.

    Mais:

    Kremlin se diz desapontado com retirada de credenciais do RT nos EUA
    Google: 'não há planos concretos' para dificultar a busca por notícias da RT e da Sputnik
    Deputado russo diz que ação do Google contra RT e Sputnik é ‘bombardeio e agressão direta’
    Tags:
    restrições, Sputnik, RT, ONU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar