19:49 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados ucranianos patrulham o centro de assistência humanitária em Avdiivka, Ucrânia

    EUA aprovam venda de armas letais à Ucrânia pela primeira vez

    © AP Photo/ Evgeniy Maloletka
    Américas
    URL curta
    759

    Na quarta-feira (20), o Departamento de Estado norte-americano confirmou a aprovação pela primeira vez da licença comercial para que os EUA forneçam armas letais à Ucrânia. O governo norte-americano não vai entregar as armas a Kiev diretamente, disse à Sputnik o representante do Departamento de Estado.

    "O Departamento de Estado aprovou a licença comercial para as exportações de armas ligeiras e de pequeno calibre à Ucrânia. A política externa dos EUA nunca limitou a venda de armas. Em cada situação, os EUA avaliam os pedidos de licenças para vendas e exportações independentemente", declarou o porta-voz, adicionando que Washington não descarta a possibilidade de entregar as armas diretamente, declarou o porta-voz, adicionando que Washington não descarta a possibilidade de entregar as armas diretamente.

    O diário The Washington Post informou que a administração de Donald Trump aprovou a licença comercial que autoriza as exportações à Ucrânia de fuzis de precisão, munições e outras armas no valor superior a 41 milhões de dólares (135 milhões de reais).

    Os EUA não aprovaram a venda de armas mais pesadas, como o governo ucraniano solicitara. Em 2014, o Congresso norte-americano autorizou esta iniciativa, mas o então presidente Barack Obama bloqueou o fornecimento.

    A administração norte-americana não aprovou tudo o que os ucranianos pediram, mas cruzou a linha dessa proibição. "Passamos o Rubicão" com estas "armas letais" e "creio que haverá mais", declarou um alto funcionário do Congresso norte-americano.

    Mais:

    Rússia: EUA e Canadá podem começar uma guerra na Ucrânia
    Ucrânia pode virar vítima de uma guerra que abalará todo o país
    Quando EUA e Europa 'ficarão cansados' da Ucrânia? General americano prediz
    Tags:
    munição, fornecimento, venda, fuzil, armas letais, Congresso dos EUA, Ucrânia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik