01:09 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, conversa por telefone com o presidente da Rússia, Vladimir Putin (foto de arquivo)

    Trump gostaria de receber ajuda da Rússia no que diz respeito à Coreia do Norte

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    1182

    O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que gostaria que a Rússia ajudasse na resolução do problema ao redor da Coreia do Norte, informou a agência Reuters.

    "Adoraríamos receber a ajuda em relação à Coreia do Norte. A China está ajudando, a Rússia não está. Gostaríamos de contar com ajuda da Rússia, é muito importante", disse Trump em entrevista a jornalistas quando perguntado sobre a conversa telefônica com o presidente russo que aconteceu na quinta-feira (14).

    Anteriormente, o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, comunicou que os líderes dos dois países, durante conversa telefônica, concordaram trocar informações e possíveis iniciativas quanto à resolução da situação na península coreana.

    Em 28 de novembro, depois de a Coreia do Norte ter lançado um novo míssil capaz de alcançar o território dos EUA, Washington solicitou que todos os países rompessem as relações diplomáticas com Pyongyang,

    Em resposta aos testes da Coreia do Norte, os EUA e a Coreia do Sul deram início a manobras de grande escala, que contaram com a participação de 12 mil militares e 230 aviões, inclusive caças de quinta geração F-35 e F-22.

    Posteriormente, em 13 de dezembro, o secretário de Estado estadunidense, Rex Tillerson, afirmou que Washington estaria pronto para iniciar conversações diretas com Pyongyang.

    Mais:

    Trump agredeceu Putin pelo reconhecimento do 'sucesso econômico' dos EUA
    Decisão de Trump sobre Jerusalém lança alicerces para nova guerra árabe-israelense?
    'Contradições entre Trump e Tillerson enfraquecem posição dos EUA contra Coreia do Norte'
    Tags:
    ajuda, Coreia do Norte, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik