16:35 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Casa Branca, em Washington, nos EUA (foto de arquivo)

    EUA queriam tornar todos os contatos com Rússia ilegais?

    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Américas
    URL curta
    0 04
    Nos siga no

    Estados Unidos fazem todo o possível para reconhecer qualquer contato com a Rússia como fora da lei, disse o especialista norte-americano em ciências políticas e em assuntos da Rússia, Stephen F. Cohen.

    Segundo Cohen, o procurador especial para investigar a alegada influência de Moscou nas eleições norte-americanas, Robert Mueller, e a sua equipe estão perseguindo as pessoas não por ligações criminosas. Eles planejam reconhecer todos os contatos com a Rússia como ilegais.

    Dois ex-conselheiros do atual presidente dos EUA, Michael Flynn e George Papadopoulos, bem como o diretor da campanha presidencial de Donald Trump, Paul Manafort, e um de seus sócios, Rick Gates, foram acusados de um possível conluio entre a Rússia e a campanha eleitoral presidencial de Trump em 2016. Entretanto, Cohen declarou que nenhum desses casos pode ser considerado como conluio criminal com a Rússia, exceto o caso de Flynn, mas as acusações contra ele também são “insinuação injusta”.

    Estrela de rubi de uma das torres da fortaleza do Kremlin. Ao fundo, Grande palácio do Kremlin (foto de arquivo)
    © Sputnik / Aleksei Druzhinin/Anton Denisov/Serviço de imprensa do presidente russo
    Flynn foi acusado de manter contato com o embaixador da Rússia em Washington, Sergei Kislyak. De acordo com o especialista, no caso das sanções inesperadas impostas pelo antigo presidente dos EUA, Barack Obama, canais de comunicação entre Washington e Moscou não podem ser considerados como o ato criminoso.

    "Quando analisamos a Rússia procurando relações políticas entre nós e eles, queremos confirmar as ligações com a Rússia para termos uma desculpa para um conflito, que significa guerra. Justamente por isso não se deve tratar qualquer contato com a Rússia como ilegal", sublinhou Cohen.

    Ele destacou mais uma vez o papel das mídias norte-americanas na “criminalização” dos contatos com a Rússia. Segundo ele, são provavelmente elas as responsáveis pela crise política mais grave na história moderna dos EUA.

    Mais:

    Casa Branca: Trump busca maneiras de trabalhar com a Rússia
    Princesa russa em terras longínquas: a última da Casa Romanov que morreu no Uruguai
    Casa Branca: Coreia do Norte deve ser o foco da reunião de Trump e Putin
    Tags:
    relações bilaterais, Donald Trump, Stephen Cohen, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar