16:36 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Torpedo

    'Status-6' norte-americano é resposta secreta do Pentágono ao torpedo nuclear russo

    © Foto : pixabay
    Américas
    URL curta
    6316

    A empresa norte-americana de Defesa DARPA escolheu o empreiteiro para o seu programa de criação do sistema Hunter que poderá provocar um verdadeiro apocalipse nuclear local.

    A empresa Northrop Grumman venceu o concurso e terá que desenvolver um sistema capaz de transportar uma "carga útil" a bordo de aparelhos submarinos não tripulados (XLUUV).

    A mídia não deu atenção ao acontecimento, mas uma série de analistas acredita que o Hunter pode alterar a balança de forças entre a Rússia e a OTAN.

    Praticamente não há dados abertos disponíveis sobre o projeto. A informação publicada pelo governo norte-americano diz só que o sistema de transporte de carga útil utilizará um "módulo de transporte" já desenvolvido que vai ser entregue pela Marinha dos EUA.

    De acordo com uma série de edições norte-americanas, o Hunter poderá ser utilizado para reconhecimento, colocação de minas e combate contra submarinos.

    O sistema vai surgir como a primeira plataforma não tripulada que vai transportar drones, aumentando o alcance operacional de sistemas marítimos não tripulados. Os aparelhos marítimos disponíveis hoje em dia podem se afastar do navio a uma distância de até 300 km, enquanto o raio de alcance do Orca, que é o drone do Hunter, pode ser de até 12 mil km.

    "Considerando suas grandes dimensões máximas, os objetivos de reconhecimento são menos prováveis do que os de transporte. No que toca a cargas, é possível prever a possibilidade de transportar vários sistemas hidroacústicos ou minas antinavio", afirmou o analista militar Denis Fedutinov à Sputnik.

    Entretanto, vários analistas norte-americanos destacam a possibilidade de se efetuar um ataque nuclear com este aparelho.

    De acordo com a informação disponível, o Orca pode surgir como a resposta ao aparelho submarino não tripulado russo Status-6, que pode efetuar ataques nucleares contra infraestruturas costeiras do inimigo.

    "Em princípio, é possível acreditar que o aparelho possa transportar um torpedo com ogiva nuclear ou um projétil nuclear integrado em sua estrutura. Ou seja, a criação de uma 'arma de retaliação' para efetuar um ataque inevitável contra o inimigo em caso de uma guerra nuclear de grande escala", acredita Fedutinov.

    O Fundo de Pesquisas Perspectivas (FPI em russo) também confirmou a possibilidade de utilização do Hunter para realizar ataques nucleares. A Lockheed Martin reconhece que o projeto do Orca é uma das maiores prioridades hoje em dia. Os trabalhos vão de vento em popa.

    Mais:

    EUA estudam soluções militares se a Rússia violar o Tratado INF
    Especialista: Rússia possui contrapeso aos programas militares espaciais dos EUA
    Tags:
    defesa, combate, ataque nuclear, torpedo, drone, míssil, Minuteman III, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar