20:34 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Futuro vice-presidente dos EUA Mike Pence aperta a mão de Donald Trump, presidente eleito dos EUA, Nova York, EUA, 9 de novembro de 2016

    'Golpe' contra Trump ou como republicanos planejavam se livrar do candidato incômodo

    © AFP 2017/ MANDEL NGAN
    Américas
    URL curta
    323

    O vice-presidente dos EUA Mike Pence planejou um "golpe" contra Donald Trump durante a sua campanha eleitoral devido às "declarações sexualmente agressivas", afirma o The Daily Telegraph.

    De acordo com dados não confirmados da mídia norte-americana, os líderes republicanos receavam a derrota nas eleições e buscavam um meio de "se livrar" do candidato incómodo, o substituindo por Pence. 

    O vice-presidente dos EUA Mike Pence planejou o "golpe" após a publicação do vídeo em que Donald Trump fala sobre o assédio em relação às mulheres, escreve o jornalista do The Daily Telegraph, Rozina Sabur. No vídeo Trump faz declarações "sexualmente agressivas", sobre as mulheres, afirmando que "quando você é popular, elas permitem isso". 

    O vídeo provocou divergências entre os líderes republicanos, parte dos quais recusou apoiar Trump, receando a derrota nas eleições. Nesse período Mike Pence teria alegadamente tentado organizar um "golpe" contra o seu colega de partido e propôs ao chefe do Comitê Nacional Republicano que substituísse Trump pela sua candidatura. 

    Sendo uma "pessoa muito religiosa", Pence afirmou que ficou furioso devido aos comentários de Trump, enquanto a sua esposa, Melania, caracterizou Trump como uma pessoa "repreensível". 

    Os juristas do Comitê Republicano tentaram encontrar um meio legal para se livrar de Trump, e vários bilionários ofereceram dinheiro para que ele abandonasse a corrida eleitoral. Trump limitou-se a pedir desculpas pelas suas declarações. 

    Mais:

    Influência de evangélicos teria sido crucial para decisão de Trump sobre Jerusalém
    Merkel se opõe à decisão de Trump sobre Jerusalém
    Tags:
    corrida eleitoral, campanha eleitoral, golpe, declaração, política, Mike Pence, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik