15:56 26 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Placa do hotel de Trump no Panamá (foto de arquivo)

    Hotel no Panamá procura eliminar nome de Trump

    © REUTERS/ Carlos Lemos
    Américas
    URL curta
    0 20

    A Organização Trump reconheceu que quer rescindir o contrato e mudar o nome da propriedade hoteleira do Panamá, que antes pagou 32 milhões de dólares (103 milhões de reais) por se associar ao magnata.

    Os proprietários do hotel Trump International no Panamá buscam retirar o nome do presidente dos Estados Unidos do edifício e despedir seus gerentes. A decisão se enquadra em uma constante recusa à marca do magnata de Nova York em todo o mundo.

    O edifício de 70 andares está situado no cais da Cidade do Panamá, e seus proprietários pagaram pelo menos 32 milhões de dólares para se associarem com Donald Trump. O condomínio-hotel de 369 quartos tem lutado contra uma baixa na procura por hospedagem nos últimos tempos.

    A ideia de eliminar o nome do presidente norte-americano e despedir a gerência surgiu logo que se soube que os proprietários do hotel Trump Soho, em Nova York, rescenderam um contrato similar com o chefe da Casa Branca, informou a agência AP.

    "Eu comprei aqui porque pensei que o nome Trump faria um investimento seguro", declarou Monstavicius, médico aposentado norte-americano que possui um "penthouse" na torre panamenha. "Mas os latinos são um problema para ele no Panamá", afirmou.

    Montavicious afirma que a hospedagem em sua "suíte" foi de apenas 30% nos últimos meses, pedindo aos gestores para mudar o nome do hotel e retirar toda a referência dele.

    A Organização Trump reconheceu que existe uma gestão em marcha para mudar o nome dessa propriedade e a companhia administradora no Panamá, por sua vez, considera a petição como uma violação do contrato.

    Donos dos apartamentos e unidades hoteleiras no Panamá se queixaram anteriormente dos problemas com a administração de Trump.

    Para ter êxito, a gestão marcaria um novo golpe para os negócios hoteleiros da família de Trump, que apesar da sua fama e popularidade, não detém a infraestrutura das grandes cadeias internacionais dedicadas aos viajantes de negócios.

    Mais:

    Hotel swing será aberto daqui a alguns meses em Lisboa
    Depois de concluir reforma tributária, Trump quer cortar programas sociais nos EUA
    O que o caso da turista espanhola morta na Rocinha mostra sobre a PM no Brasil?
    Tags:
    administração, hotel, negócio, contrato, Casa Branca, Donald Trump, Panamá
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik