21:26 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Logo da CIA

    Amazon cria Região Secreta para Inteligência dos EUA

    © AFP 2017/ SAUL LOEB
    Américas
    URL curta
    627

    Esta ferramenta "ajuda os responsáveis da tomada de decisões a obter mais rapidamente informações essenciais e permite aumentar a segurança da nossa nação", de acordo com a empresa.

    A empresa Amazon anunciou o lançamento da Região Secreta. Trata-se de um serviço de computação em nuvem para o uso exclusivo da Inteligência dos EUA e outras agências governamentais do país. Com este serviço, a Amazon se oferece a armazenar informações do governo classificadas como "altamente confidenciais".

    "A comunidade da Inteligência dos EUA agora pode executar as suas missões com um conjunto comum de ferramentas, um fluxo constante de última tecnologia e flexibilidade para escalar rapidamente na missão", indicou a vice-presidente dos serviços web da Amazon no setor público, Teresa Carlson.

    Ela notou que a Região Secreta "permite maior colaboração entre as agências, ajuda os responsáveis que tomam as decisões a obter mais rapidamente informações essenciais e permite aumentar a segurança da nossa nação".

    A Região Secreta amplia a colaboração entre a empresa privada e agências de Inteligência do governo norte-americano. A Amazon já possui uma relação de negócios muito lucrativa, por exemplo, o contrato existente de 600 milhões de dólares (quase dois bilhões de reais) que foi assinado com a Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) em 2013 quanto ao fornecimento de serviços em nuvem a 17 agências de Inteligência.

    O novo serviço da Região Secreta disponibilizará a tecnologia para todas as agências governamentais com autorização necessária.

    Mais:

    Bomba atômica poderia ter salvado Iugoslávia da desintegração
    Ex-diretor da CIA: Trump tem medo de Putin
    Wikileaks: CIA escreveu código para 'fingir ser' a empresa russa Kaspersky Lab
    Tags:
    agências de inteligência, colaboração, secreto, informação, nuvem, tecnologias, CIA, Amazon
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik