03:48 01 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1949
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, designou a Coreia do Norte como um Estado patrocinador do terrorismo, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, em um comunicado nesta segunda-feira.

    "[Trump] anunciou que os EUA estão novamente designando a Coreia do Norte como um Estado patrocinador do terror", disse Sanders em uma mensagem do Twitter.

    Em declarações durante uma reunião do gabinete na Casa Branca, Trump disse que a Coreia do Norte deveria ter sido redesignada como um patrocinador estatal do terror há muito tempo.

    "Além de ameaçar o mundo por devastação nuclear, a Coreia do Norte tem repetidamente apoiado atos de terrorismo internacional, incluindo assassinatos em solo estrangeiros", acrescentou Trump.

    Teste de míssil norte-coreano Hwasong-12 (foto de arquivo)
    © REUTERS / Agência Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA)

    Pyongyang foi retirado da lista estadunidense de patrocínios ao terrorismo em 2008, pela administração do ex-presidente republicano George W. Bush.

    Novas sanções

    O Departamento do Tesouro dos EUA anunciará novas sanções adicionais contra a Coreia do Norte nesta terça-feira, disse Trump no início de uma reunião do gabinete na Casa Branca.

    "Amanhã, o Departamento do Tesouro anunciará uma sanção adicional, uma bem grande à Coreia do Norte, e isso acontecerá ao longo das próximas duas semanas", disse Trump na segunda-feira.

    "Será o mais alto nível de sanções durante um período de duas semanas", finalizou.

    Mais:

    Por insulto a Kim Jong-un, jornal norte-coreano condena 'cachorro raivoso Trump' à morte
    Ordem de ataque nuclear vinda de Trump pode ser desobedecida se for considerada ilegal
    Trump toparia? Coreia do Norte revela condição para desistir de vez das armas nucleares
    Tags:
    sanções, diplomacia, terrorismo, Departamento de Estado dos EUA, George W. Bush, Sarah Huckabee Sanders, Donald Trump, Coreia do Norte, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar