07:41 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    232
    Nos siga no

    As sete chamadas detectadas que as autoridades acreditam ter vindo do submarino desaparecido ARA San Juan não ajudaram em sua localização, afirmou a Marinha da Argentina neste domingo (19).

    "Analisamos esses sinais que, como sabemos, eram intermitentes e fracos", disse o comandante da Marinha Gabriel Galeazzi. "Eles não ajudaram a determinar um ponto no mapa para ajudar a busca".

    Com 44 tripulantes, a embarcação está desaparecida desde quarta-feira (15). Sua última localização registrada foi a 430 quilômetros do ponto mais próximo da costa da península de Valdés, no sudeste da Argentina.

    Comprado em 1985, o submarino de origem alemã foi submetido a um reparo completo entre 2008 e 2014 para garantir mais 30 anos de operação.

    Mais:

    Brasil envia três embarcações para auxiliar nas buscas de submarino argentino desaparecido
    NASA se junta às buscas de submarino argentino desaparecido
    Desaparecido: submarino argentino some dos radares com 44 pessoas a bordo (VÍDEO)
    Imagens de satélite revelam que Pyongyang desenvolve submarino de mísseis balísticos
    Estados Unidos teriam entrado em submarino atômico russo sem permissão?
    Mídia ocidental: submarino russo Knyaz Vladimir pode reduzir inimigo a cinzas
    Índia planeja lançar seu segundo submarino nuclear até início de 2018
    Submarino russo lança ataque com mísseis de cruzeiro contra Daesh em Deir ez-Zor
    Tags:
    Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar