18:55 18 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente russo, Vladimir Putin, e presidente norte-americano, Donald Trump, na cúpula da APEC no Vietnã

    Putin é a arma secreta dos democratas estadunidenses contra Trump?

    © Sputnik / Mikhail Klimentyev
    Américas
    URL curta
    691

    Certas forças políticas nos EUA têm por objetivo não permitir que Donald Trump avance quanto ao melhoramento das relações com a Rússia.

    O encontro bilateral entre os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da Rússia, Vladimir Putin, durante a cúpula da APEC foi cancelado. No entanto, vários especialistas apontam que os dois presidentes conseguiram atingir certa aproximação entre os seus países.

    Ao que parece, tal desenvolvimento das relações bilaterais não é apreciado por alguns representantes do Partido Democrata dos EUA, que estão fazendo esforços para abalar esse processo.

    O eurodeputado Ray Finch, do Partido Independentista do Reino Unido, opina que Putin e Trump "entendem que nem um nem outro pode solucionar nenhum dos problemas do mundo sem, pelo menos, a autorização da outra parte".

    Entretanto, o político acredita que nos EUA há certas forças que não permitem o progresso devido à animosidade em relação ao presidente republicano.

    Os democratas "não querem aceitar a legitimidade da vitória presidencial de Trump" e "usam a Rússia e Putin como um meio para atacar" o mandatário estadunidense, indica o  político britânico, acrescentando que a rivalidade entre os dois países "não faz bem a ninguém".

    Ao mesmo tempo, o analista político Seyyed Mostafa Khoshcheshm também crê que há forças políticas que querem "deteriorar as relações com a Rússia" e não permitirão que Trump "avance para a aproximação e melhoramento das relações com Moscou".

    Em sua opinião, essas forças "seguem acusando a Rússia da eleição de Donald Trump, apesar de que este foi eleito pelos estadunidenses que não estava satisfeitos com a Casa Branca e a elite política do país".

    A divisão entre os grupos de poder nos Estados Unidos só mostra a "debilidade" da atual Administração de Washington, crê, por sua vez, o analista especializado em questões da Rússia Martin McCauley.

    Mais:

    Trump e Putin confirmaram que não permitirão a divisão da Síria em esferas de influência
    Trump: Putin poderia ajudar na questão de Pyongyang, mas ainda 'favorece Coreia do Norte'
    Putin e Trump aprovam declaração conjunta sobre Síria
    Segundo encontro: Putin e Trump se cumprimentam na cúpula da APEC
    Putin e Trump acordam data definitiva do seu encontro, que pode se tornar histórico
    Tags:
    melhoração, aproximação, relações bilaterais, vitória, eleição, presidência, Casa Branca, Democratas, Cúpula da Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico (APEC), Donald Trump, Vladimir Putin, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik