06:50 21 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    076
    Nos siga no

    O senador norte-americano Bob Corker declarou que a política do presidente dos EUA, Donald Trump, pode levar a um conflito de grande escala.

    O presidente do Comitê para Relações Exteriores do Senado, Bob Corker, disse em entrevista ao jornal The New York Times, publicada no domingo (8), que as ameaças do presidente dos EUA, Donald Trump, podem levar o país à Terceira Guerra Mundial.

    Segundo o senador, Trump desempenha seu cargo como se fosse um "reality show". "Ele me deixa preocupado. Todos que se importam com nossa nação deveriam ficar preocupados", afirmou Corker.

    Além disso, o senador acusou Trump de afetar negativamente os esforços diplomáticos dos EUA através de suas publicações no Twitter.

    "Houve casos que as suas mensagens no Twitter prejudicaram as negociações", disse o senador, não dando exemplos concretos.

    Anteriormente, Corker declarou que não apresentará a sua candidatura para a reeleição no terceiro mandato nas eleições intercalares em 2018. Trump comentou essa decisão no Twitter, dizendo que o senador "não teve coragem para concorrer" e que lhe foi negado o cargo de secretário de Estado por ser um dos responsáveis pelo acordo nuclear com o Irã.

    Corker, por sua vez, disse que "a Casa Branca tem se tornado um jardim de infância".

    Nos últimos tempos, Washington e Pyongyang têm trocado ameaças. Trump aproveitou o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas para ameaçar mais uma vez a Coreia do Norte, prometendo destruir o país se Pyongyang não parar de colocar a segurança internacional em risco com seus testes nucleares e de mísseis.

    Mais:

    Eleição de Trump dá 'destaque' ao risco nuclear, dizem vencedores do Nobel da Paz
    Depois de reunião com militares, Trump anuncia 'calmaria antes da tempestade'
    É o fim? Imprensa afirma que Trump pretende anular acordo nuclear com Irã
    Tags:
    EUA, Donald Trump, ameaça, conflito armado, guerra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar