12:54 22 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Agentes do FBI, Federal Bureau of Investigation, unidade de polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos

    FBI descarta ligação de atirador de Las Vegas com Daesh

    © Foto :
    Américas
    URL curta
    731

    O FBI afirmou nesta tarde que Stephen Paddock, responsável por matar dezenas de pessoas e deixar outras centenas feridas em Las Vegas, não tinha ligação com o grupo extremista Daesh, que assumiu a responsabilidade pelo ataque.

    Paddock, de 64 anos, abriu fogo contra milhares de pessoas que participavam de um show de música country na cidade na noite do último domingo, matando ao menos 58 e ferindo outras 515. De acordo com a agência Reuters, ele teria se convertido ao islã há alguns meses, e, segundo o Daesh, estaria agindo em nome do grupo. No entanto, em declarações à imprensa, o agente especial Aaron Rouse disse que não há conexão entre o atirador e a organização.

    "À medida que esse evento se desenrola, não determinamos, até este ponto, qualquer conexão com um grupo terrorista internacional", afirmou, acrescentando que o FBI continuará investigando exaustivamente a tragédia, considerada a pior do tipo na história dos Estados Unidos. 

    Após o tiroteio, Stephen Paddock foi encontrado morto em um quarto de hotel da região. Segundo a polícia, ele cometeu suicídio.

    Mais:

    Trump: ataque em Las Vegas foi maldade pura
    Identificado o autor de tiroteio em Las Vegas (FOTOS)
    Ao menos 20 mortos e mais de 100 pessoas feridas em um tiroteio em hotel de Las Vegas
    Tags:
    Daesh, FBI, Reuters, Aaron Rouse, Stephen Paddock, Nevada, Estados Unidos, Las Vegas, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik