01:25 20 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Base militar dos EUA, Guam

    General dos EUA: Guam está 'bem protegida' contra ataques de mísseis norte-coreanos

    © REUTERS / Major Jeff Landis,USMC (Ret.)/Naval Base Guam/Handout/File Photo
    Américas
    URL curta
    213

    O general John Hyten disse "confiar plenamente" na capacidade dos EUA de proteger todos os 50 estados de um possível ataque de mísseis norte-coreanos, informa o South China Morning Post.

    O território do Pacífico dos EUA está "muito bem protegido" pela defesa antimíssil nacional contra um possível ataque de mísseis norte-coreanos, informou o chefe do Comando Estratégico dos EUA, John Hyten, na quarta (20), citado pelo South China Morning Post.

    "A capacidade da defesa antimíssil norte-americana é desenvolvida para conter a ameaça da Coreia do Norte. Os sensores e radares que possuímos monitoram a Coreia do Norte e os interceptores estão voltados para o país", afirmou Hyten.

    Ele acrescentou que Guam e o Havaí são territórios muito bem protegidos.  

    O exército dos EUA pode utilizar os seus sistemas de mísseis, incluindo o THAAD ou Aegis para interceptar os mísseis norte-coreanos. 

    Trump declarou na segunda (18) durante o seu discurso perante a ONU em Nova York que, se os EUA forem forçados a se defender, não terão outra escolha "a não ser destruir completamente a Coreia do Norte". A ilha de Guam é um território norte-americano, utilizado pelos EUA como base militar, que fica a 3,4 mil km da Coreia do Norte, uma distância que pode ser ultrapassada por um míssil balístico do médio alcance.

    Mais:

    Kim Jong-un diz que míssil que sobrevoou Japão foi ensaio para ataque a Guam
    Por que Coreia do Norte não atacou Guam e lançou míssil sobre o Japão?
    Tags:
    tensões, política, defesa, proteção, Defesa antimíssil (DAM), mísseis, ataque, John Hyten, Guam, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar