03:45 24 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    O primeiro aperto de mão entre os presidentes Trump e Putin

    Opinião: Trump ainda acredita na importância do diálogo com Rússia

    © REUTERS. Steffen Kuggler/Governo Federal da Alemanha
    Américas
    URL curta
    788410

    Thomas Pickering, ex-vice-secretário de Estado dos EUA para questões políticas e ex-embaixador dos EUA na Rússia, falou com a RIA Novosti sobre as relações entre a Rússia e os EUA e assegurou que Donald Trump ainda acredita na importância do diálogo com a Rússia.

    "Não conheço o novo embaixador russo [Anatoly Antonov]. Ele também terá desafios e oportunidades durante o seu trabalho aqui. Os desafios – porque vivemos em tempo imprevisível. E as oportunidades, porque o presidente [Donald Trump] ainda acredita na importância das relações entre os EUA e a Rússia e das relações pessoais entre ele e o presidente [russo Vladimir] Putin", disse Pickering. 

    Mais do que isso, o diplomata sublinhou que relações confiáveis entre os dois países correspondem aos interesses tanto dos EUA como da Rússia.

    "As relações confiáveis com a Rússia correspondem aos nossos interesses de longo prazo, para que possamos reduzir realmente as ameaças mútuas, para que não sejam tomadas medidas que prejudiquem os interesses do outro país, bem como para que possamos reiniciar cooperação, que tínhamos no passado", explicou ele.

    Segundo ele, para recuperar as relações bilaterais, os países têm de parar as conversações em termos negativos e "sentar-se à mesa de negociações para descobrir onde podem atingir o compromisso a passos pequenos ou grandes".

    "Temos muitos interesses comuns em todo o mundo por isso não devemos limitar as nossas relações às ameaças mutuas", disse Pickering, ao comentar as restrições direcionadas às missões diplomáticas da Rússia nos EUA.

    Em 31 de agosto, os Estados Unidos exigiram o encerramento das atividades do Consulado da Rússia em São Francisco, bem como a entrega dos prédios da missão diplomática russa em Washington e em Nova York a partir do dia 2 de setembro. O Departamento de Estado dos EUA confirmou que todas as exigências foram cumpridas pela parte russa no tempo previsto.

    Mais:

    Trump compartilha VÍDEO escandaloso de como 'golpear' Hillary Clinton com bola de golfe
    Erro pequenino: Trump parabeniza Força Aérea 2 dias antes do aniversário
    Tags:
    diplomacia, relações bilaterais, Donald Trump, Vladimir Putin, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik